Todos os dias, sem percerber o risco, crianças acabam sendo “penduradas” pela mão ou punho, “puxadas” enquanto se recusam a andar e jogam-se ao chão para fazer “birra”, ou ainda brincando de “balanço” com um adulto que as seguram pelos punhos.Mas isso pode levar a luxação do braço da criança , ou seja , retira o osso da sua posição normal.

A pronação dolorosa é uma lesão na região do cotovelo que ocorre exclusivamente em crianças, geralmente menor de cinco anos de idade. Essa subluxação (ossos em uma articulação ficam fora do local ou desalinhados) ocorre devido os ligamentos e cartilagens que ainda estão em formação, apresentando grande elasticidade e frouxidão.

Quando o braço da criança é puxado para cima , gera uma tração na articulação do cotovelo , retirando um dos isso do lugar.

A história é sempre a mesma : puxei o braço do meu filho , ouvi um estalo , e agora ele tem dor.

Em geral, a criança permanece quieta com o braço parado junto ao corpo sem deixar que o toquem. A dor melhora após alguns minutos de repouso, mas isso não significa que está tudo bem. Os pais notam que, se oferecerem um brinquedo à criança, ela utiliza sempre o outro braço e, quando tentam examinar o braço afetado, esta chora.

Caso a criança continue sem movimentar o braço , ela deverá ser encaminhada a um hospital para excluir uma fratura no local.

Após acalmar a criança e os pais e estabelecer uma relação de confiança, o médico realiza uma manobra, chamada de  redução , que é  bastante simples, sendo realizada no consultório, sem necessidade de qualquer anestesia.É realizada rodando o antebraço para colocar a mão virada para cima e depois fletindo o cotovelo enquanto segura o braço – pode sentir um click (isto pode causar um breve desconforto , mas  em geral a criança recupera  rapidamente a movimentação do braço).

Habitualmente não há necessidade de nenhum tipo de imobilização , porém algumas crianças permanecem com desconforto, mesmo após a redução.Nestes casos imobilizamos com tala gessada, prescrevemos medicação para dor e reavaliamos em 03 dias.

Algumas crianças têm maior predisposição á esta lesão e os episódios podem ser recorrentes. Isto não é motivo para preocupação, pois as lesões devem cessar com o crescimento da criança, não deixando nenhuma sequela.

Para evitar a pronação dolorosa evite tracionar o braço do seu filho , procurando levantá-lo pela região da axila , isto é , com as duas mãos embaixo de cada braço .

Fica a dica.

Anúncios

Escrito por Dra Fernanda Naka

Pediatra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s