Saímos do verão e já começaram a surgir alguns casos de gripe . Em Goiás , a procura pela vacina já lota as unidades de saúde e clínicas de vacinação . Devemos entrar em pânico?

Todo ano é a mesma coisa : boatos e áudios falsos circulam pelas redes sociais e levam pais , e principalmente as mães , ao pânico . Começa uma busca desenfreada pela vacina , antes mesmo de comprovar se “aquela morte do cara” ou ” aquele caso da menina ” tem relação com a gripe.

Gripe mata e sempre matou. Devemos ter cuidado e atenção aos grupos de risco , aonde estão as crianças menores de 5 anos , mas não há motivo para um alarde como o que ocorre nas redes sociais.

Quem deve tomar ?

Em comparação com 2017, não teremos nenhuma alteração em relação ao público que deve levar a picada. A escolha desses grupos se deve ao fato de eles serem mais vulneráveis aos efeitos da gripe e apresentarem uma maior probabilidade de complicações da doença ou por possuir contato diário com outras pessoas infectadas, o que aumenta o risco de transmissão. A lista inclui:

• Crianças de 6 meses a 5 anos

• Gestantes

• Mulheres que deram à luz nos últimos 45 dias

• Profissionais da saúde

• Professores da rede pública e particular

• População indígena

• Portadores de doenças crônicas, como diabetes, asma e artrite reumatoide e idosos acima de 60 anos

• Indivíduos imunossuprimidos, como pacientes com câncer que fazem quimioterapia e radioterapia

• Portadores de doenças genéticas como a Síndrome de Down e de Klinefelter

• Adolescentes internados em instituições socioeducativas.

A vacinação reduz em quase 50% os casos graves dos grupos de risco. É importante que todo público-alvo compareça aos postos de vacinação.

Quais os vírus da vacina 2018?

Todos os anos, os subtipos dos vírus da gripe que serão incluídos no imunizante mudam. Isso porque os diferentes causadores dessa infecção circulam pelo mundo e sofrem mutações com frequência.Em 2018, os tipos de vírus incluídos em nossa campanha são o H1N1, o H3N2 e o influenza do tipo B Yamagata.

A vacina é a mesma de 2017. E, nunca é demais lembrar, a vacina deve ser tomada todos os anos porque o nível de anticorpos se reduz ao longo dos meses.

Qual a diferença da vacina particular?

Ao contrário da rede pública, que distribui a versão trivalente do imunizante, esses lugares geralmente disponibilizam a tetravalente. A diferença está na presença de um quarto tipo de vírus na composição, o que eleva o nível de proteção. Além das cepas H1N1, H3N2 e do tipo B Yamagata, ele resguarda contra o tipo B Victoria. O custo médio varia entre 100 a 200 reais.

Qual a diferença entre resfriado , gripe e H1N1?

Os sintomas são semelhantes , mas com intensidades diferentes . Na dúvida sempre procure um médico , principalmente nos casos das crianças menores de 5 anos.

Febre

-Resfriado: baixa ou quase inexistente;

-Gripe comum: não ultrapassa os 39 graus;

-H1N1: mais de 39 graus e com início súbito.

Dor de cabeça

-Resfriado: baixa ou quase inexistente;

-Gripe comum: moderada;

-H1N1: intensa.

Cansaço

-Resfriado: moderado;

-Gripe comum: moderado;

-H1N1: extremo.

Dor de garganta

-Resfriado: moderada;

-Gripe comum: intensa;

-H1N1: leve.

Tosse

-Resfriado: leve a moderada;

-Gripe comum: moderada;

-H1N1: seca e contínua.

Catarro

-Resfriado: moderado;

-Gripe comum: forte e com congestionamento nasal;

-H1N1: incomum.

Dores Musculares

-Resfriado: leves;

-Gripe comum: moderadas;

-H1N1: intensas.

Verdades e mitos

1. Gripe mata : verdade .Se não for tratada a tempo, pode causar complicações respirar graves, inclusive a morte, sobretudo nos grupos de alto risco.

2. Quem tomou a vacina precisa tomar de novo : verdade. Os anticorpos diminuem após alguns meses da aplicação .

3. Lavar as mãos é eficaz contra gripe : verdade. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, o simples ato de lavar as mãos reduz em até 40% o risco de contrair doenças como gripe, diarreia, infecção estomacal, conjuntivite e dor de garganta.

Um lembrete : aglomerações facilitam o contágio ! Por favor evitem ir ao Pronto Socorro desnecessariamente ! Este será o local mais contaminado em uma epidemia.

4. Quem não faz parte do grupo de risco não tem direito a vacina pelo SUS : errado. Todo ano sempre sobram vacinas na rede básica de saúde , sendo utilizadas em livre demanda , para toda a população.

5. Quem teve gripe este ano não precisa tomar a vacina : errado. Existem muitos vírus circulantes e a vacina continua sendo essencial.

Atenção!

O problema não é o H3N2. O que aconteceu nos Estados Unidos é que a cepa estava diferente da vacina e houve baixa eficácia. O H3N2 não é mais mortal ou mais perigoso do que o H1N1.

No Brasil não há nenhum estado em epidemia de gripe até o momento. Não espalhe boatos e notícias de falsas mortes , pois só contribui para um pânico desnecessário e generalizado.

Fica a dica.

Anúncios

Escrito por Dra Fernanda Naka

Pediatra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s