Tem um filho adolescente com uma mancha no pescoço que parece um “cascão” que não sai? Pode ser um sinal de diabetes !Vontade de comer doces ou beber muita água são também são sintomas frequentes , mas afinal , criança tem diabetes ? Como saber se o meu filho tem?

O diabetes infantil é o tipo 1, que ocorre, na maior parte das vezes, quando há uma parada repentina na produção do hormônio insulina. Ou seja, o que até ontem estava perfeito, hoje para de funcionar, sem qualquer motivo aparente. Considerada uma doença autoimune, pois o próprio organismo produz anticorpos contra o pâncreas e destrói as células de insulina. Sem a insulina, a glicose fica circulando pelo sangue. E é isso o que acaba provocando o diabetes.

O Brasil ocupa o 3º lugar no rank mundial do número de crianças menores de 15 anos que tem diabetes infantil tipo 1 .

O diabetes tipo 2 é aquele que acontece quando a insulina é produzida, mas em quantidade insuficiente para fazer com que a glicose seja absorvida pelas células. Antes, ele era restrito aos adultos, mas nos últimos anos tem aparecido também em crianças e adolescentes, principalmente nos obesos. Segundo os médicos, isso se deve à alimentação pouco saudável e à falta de exercícios físicos. Nesse caso, os sintomas são muito parecidos com os do diabetes tipo 1, embora mais leves. O tratamento é diferente: a criança necessita mudar os hábitos alimentares , praticar atividades físicas e, em alguns casos, uso de medicamentos, não necessariamente injeções de insulina.

Quais são os sintomas ?

Os sintomas de diabetes infantil podem ser:

1) Ter muita fome e comer muito;

2) Sensação constante de sede;

3) Urinar muitas vezes, mesmo durante a noite;

4) Visão embaçada;

5) Cansaço excessivo e falta de vontade para brincar;

6) Náuseas e vômitos;

7) Perda de peso .

Comer muito doce não é sintoma de diabetes . Na verdade trata-se de um mito . É normal crianças entre 6 a 15 anos terem maior apetite por doces , pois afinal , eles são feitos para serem saborosos e não necessariamente nutritivos . O inverso também é mito : quem come muito doce não tem diabetes . A obesidade sim, está ligada a uma maior incidência de diabetes do tipo 2.

Cuidado com o “cascão” do pescoço que não sai …

As manchas escuras que surgem nas regiões onde há pequenas dobrinhas na pele, como axilas, pescoço ,costas e barriga são uma alteração chamada Acantose Nigricans.Esta alteração está relacionada a problemas hormonais e são um bom indicativo de resistência a insulina, o que faz com que a pessoa possa desenvolver diabetes tipo 2.

Muito comum em adolescentes obesos , e deve ser realizado um exame para verificar a possibilidade de diabetes . Geralmente confundido com um ” cascão” , ele não sai na lavagem com água e sabonete .

Com o devido tratamento as manchas escuras na pele tendem a desaparecer a pele volta a ter uma cor uniforme.Naonise produtos caseiros como limpamos bicarbonato , pois podem agravar o escurecimento da pele.

Como diagnosticar?

O diagnóstico da diabetes infantil, normalmente, é feito com exame de sangue em jejum e de manhã, para avaliar o nível de açúcar no sangue.Caso os resultados sejam superiores a 126 mg/dl, a criança deve voltar a repetir o exame em outro dia, para garantir a presença da diabetes.

Aquele aparelho de dextro que geralmente os avós ou tem no posto de saúde NÃO FAZ diagnóstico de diabetes . Muitos pais espetam os dedinhos dos filhos e se surpreendem com valores de glicose acima de 100mg/dl . Este tipo de aparelho faz o controle da doença , jamais o diagnóstico.

Independente do tipo de diabetes, o tratamento baseia-se em uma alimentação saudável e na prática de atividade física (incluindo as brincadeiras). Tratando-se de crianças e adolescentes, os pais têm papel indispensável nesse tratamento, participando de todo o processo.

Para as especialistas, o não tratamento do diabetes prolonga a hiperglicemia (nível de açúcar acima do normal), o que pode acarretar problemas mais sérios de saúde, como as complicações: problemas nos rins, olhos, alteração de sensibilidade e aumento do risco de doenças cardiovasculares. Especialistas ressaltam que a garotada com diabetes pode e deve levar uma vida normal e, se necessário, fazer o uso de medicação (insulinas). A família e as pessoas mais próximas são a base para que isso ocorra de uma forma natural. Afinal é possível adaptar o diabetes a rotina da criança.

Conselhos para os pais

1.Não aumente o problema. A maneira como os pais conversam sobre a doença e os cuidados para seus filhos faz toda a diferença na maneira como estes podem receber a informação. Trata-se de uma doença crônica , não é um atestado de morte ou de uma vida com limites.

2 Apoio Familiar. Nunca é fácil explicar para uma criança que ela não pode mais comer doces ou determinados alimentos que a maioria das crianças pode comer à vontade, por isso o apoio da família é extremamente importante para ajudar a criança a se fortalecer e começar a compreender as mudanças. O ideal é que os pais transmitam a necessidade do cuidado e também das restrições, mas que isso não seja entendido pela criança como uma limitação .

3.Tenha paciência. Mesmo que saibamos a importância de escovar os dentes, tem dias em que podemos estar com mais preguiça ou sem tanta disposição para fazer o que precisa ser feito, não é mesmo? Se pra gente que é adulto, funciona assim, imagine todas essas regras na cabecinha de uma criança.Com a diabetes infantil acontece exatamente assim… Apesar de saber a importância do controle alimentar vão haver dias difíceis.

Dê colo durante as eventuais crises. É dolorido ir a uma festa de aniversário e não poder comer livremente como todos os amigos. Haverá dias cansativos e seu filho precisará de seu apoio.

4. Regras Explique todas das regras e a importância de segui-las : mostre que você também segue regras, mesmo quando não gosta. Seja Exemplo!

5. Enfrente a doença : Incentive o enfrentamento da doença, lidar com limitações não é fácil, mas aborde isso através de uma perspectiva mais otimista e menos derrotista.

Anúncios

Escrito por Dra Fernanda Naka

Pediatra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s