O whey protein é um composto de proteína do leite de vaca obtido através de seu soro que, geralmente, é utilizado por adultos que fazem academia com o intuito de aumentar os músculos. Pensando em oferecer uma maior quantidade de proteínas de alta qualidade , mães têm adicionado whey protein na mamadeira de seus filhos . Mas esta prática é recomendada?

A questão seria : as crianças realmente precisam ?

O problema, na verdade, não está no whey em si e sim se a criança precisa ou não da quantidade de nutrientes que ele oferece.

Uma criança de 4 anos, por exemplo, precisa de, no máximo, 0,7 gramas de proteína por quilograma de peso por dia. Então, em qualquer momento que ela ultrapassar esse valor, já estará sendo um consumo exagerado.

Só para ter uma ideia , uma criança com 20 kg precisa de algo em torno de 14 g de proteína ao dia e um  scoop de whey já fornece cerca de 20 gramas do nutriente.

Dar uma dose de adulto para uma criança pode ser péssimo. Até porque aquele produto usado pelo pessoal da academia possui outras coisas além do próprio whey, como vitaminas e carboidratos.Muitos suplementos ainda contêm adoçantes, aromatizantes e corantes artificiais em sua fórmula.

A Sociedade de Pediatria contraindica o uso , devido aos riscos à saúde da criança. Para eliminar o excesso de proteína , o fígado e os rins ficam sobrecarregados . Há menor absorção de cálcio , que ao ser eliminado na urina , pode propiciar a formação de cálculo renal.

Dar whey protein para crianças é desnecessário. O suplemento pode interferir no desenvolvimento físico e mental do jovem, e certamente insere artificialidade. O ideal é trabalhar com alimentação natural.

Os pais devem insistir na ingestão de comida. Alimentos são as melhores fontes de vitaminas, não há risco de superdosagem ou chance de que algo não seja absorvido.

E os adolescentes que treinam?

Até mesmo para os grandões , os adolescentes , a Sociedade de Pediatria se posiciona contra o uso .

O problema é que o whey protein pode ser indicado, vendido, comprado e consumido por qualquer pessoa. Essa facilidade faz com que muitos indivíduos usem o suplemento sem saber se de fato precisam dele, qual a quantidade ideal para o seu organismo e se possuem condições de saúde para suportar essa sobrecarga de proteína.

Além disso, os testes conduzidos pela Anvisa mostraram que, na maioria das vezes, as pessoas consomem quantidades de nutrientes diferentes das que imaginam. No início do ano, a agência divulgou que, de 26 lotes de whey protein testados, 19 extrapolaram o limite estabelecido pela Anvisa: a maioria apresentou uma quantidade de carboidrato muito maior do que a informada na embalagem.

Fica a dica .

Anúncios

Escrito por Dra Fernanda Naka

Pediatra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s