Seu filho começou a frequentar a escola e já está doente? Parece que nunca sara e toda hora está com o nariz escorrendo?

Saiba que você não está sozinha . TODAS as crianças matriculadas antes dos 2 anos de idade convivem com as “viroses” durante todo o período letivo. Mas por que isso acontece?

O principal motivo para isso acontecer é a idade com que elas entram na escola. Muitas mães precisam colocar seus filhos nas escola ainda novinhos, bebês, com 6 meses, 1 ano ou 2 anos. Com essa idade o sistema imunológico, que defende nosso corpo das infecções, ainda não amadureceu, e por isso a maioria dos microrganismos que eles tiverem contato irá provocar uma infecção com sintomas.

Além disso, grande parte das doenças são causadas por vírus, que se transmitem de uma criança para a outra com muita facilidade através das gotículas de saliva, ou seja, só de chegar perto e falar já pode transmitir. Na escola o contato entre as crianças é muito próximo, e geralmente tem muitas crianças na mesma sala. E também, na idade que costumam entrar na escola, os bebês ainda tem esse costume de levar tudo na boca, sempre colocar a mão na boca, e essa é a porta de entrada para os vírus causarem as infecções.

Cada vez que a criança tiver contato com um vírus novo, ela terá uma infecção, porque ainda não tem os anticorpos necessários para evitar isso.  Por isso o primeiro ano é o mais difícil para os bebês e para as mães que ficam desesperadas de ver que toda semana o filho está resfriado, ou tossindo, ou com diarreia, ou com infecção de garganta, etc.

Algumas vezes parece até que é a mesma doença que não curou, aquele resfriado interminável.

Mas na maioria das vezes uma infecção acaba e a outra já começa, não te dá nem tempo de perceber, de descansar e recuperar as energias.

Como evitar isso?

Não fique preocupada por ser uma péssima mãe ao colocar seu filho na escola tão cedo. Existem algumas maneiras de melhorar a frequência das infecções.

alimentação : frutas e verduras coloridas possuem vitaminas variadas. Se o seu filho não aceita muito bem , bata um suco e evite dar aquele ” sopão” com todos os legumes da geladeira. A sopa tem muito líquido e os vegetais muitas fibras , o que provoca a saciedade antes da criança consumir uma quantidade ideal de nutrientes.

vitaminas também podem ajudar , aumentando a quantidade de vitamina C e zinco. O efeito da suplementação de zinco sobre o sistema imunológico apresenta bins resultados em crianças, aumentando o controle de diarréias e infecções respiratórias.

• verificar com o seu pediatra a presença de doenças que possam propiciar mais infecções , como as alergias e anemia. A anemia é comum abaixo dos 2 anos de idade e provoca uma redução da imunidade , favorecendo o surgimento de infecções .

• evitar levar a criança doente para a escola seria o item essencial , porque assim você não contamina os coleguinhas da turma , mas nem sempre todos os pais têm essa consciência .

Alguns pais e avós dizem que as crianças de hoje são mais “fraquinhas ” e não saram , porque sempre estão com tosse ou coriza . Na verdade , cada vez mais cedo elas entram na escola e isso tem sido prejudicial à saúde delas . Se o seu filho não melhora ou teve que utilizar antibióticos com muita frequência , talvez seja a hora de repensar na necessidade dele frequentar o ambiente escolar.

Fica a dica.

Anúncios

Escrito por Dra Fernanda Naka

Pediatra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s