Seu filho tem infecção de garganta toda hora , vive com nariz entupido e ronca à noite ? Pode ser adenóide ?Sim!

Adenóide não é o nome de uma doença. Assim como as amígdalas (ou tonsilas palatinas), elas são órgãos que fazem parte do sistema imunológico e produzem anticorpos. Conhecidas popularmente como carne esponjosa, constituem um mecanismo de defesa contra a invasão de agentes estranhos ao organismo.

As adenóide, que não são visíveis quando a pessoa abre a boca , somente através do raios x que conseguimos determinar o tamanho aproximado . Elas aumentam de tamanho nos primeiros anos de vida em resposta a infecções , mas começam a regredir por volta dos seis, sete anos de idade até que na adolescência restam apenas resíduos delas.

Em algumas crianças elas podem estar muito aumentadas de tamanho ou infectadas de maneira crônica, perdendo assim sua função imunológica e gerando problemas de saúde.Como nariz, garganta e ouvido se comunicam internamente, as adenoidites (processo inflamatório) de repetição ou hipertrofia das adenoides (crescimento muito rápido), além de prejudicar a respiração, podem obstruir a abertura da tuba auditiva , um canal de comunicação entre o nariz e a orelha , e gerar complicações como infecções de ouvido e até perda da audição.

Sintomas

Nariz entupido : sempre congestionado . A criança pode até ficar com uma voz anasalada;

• Ronco noturno : queixa mais frequente . Como o nariz está entupido , a criança passa a respirar pela boca , apresentando ronco;

• Infecções repetidas da garganta, do nariz e dos ouvidos (amigdalites, sinusites ou otites) : até 8 episódios por ano nas crianças menores de 5 anos está dentro da normalidade . As crianças com hipertrofia de adenóide evoluem com infecções quase mensais ;

• Respiração pela boca : a criança fica sempre de boca aberta , apresentando alterações dentárias e de face . Chamada de facies adenoideana , a criança tem a fácil alongada , com lábio superior mais curto e alteração dos dentes .

• Dificuldade de se alimentar e/ou ganhar peso;

• Mau hálito.

As adenoides hipertrofiadas só começam a regredir a partir dos 7 anos de idade. Como muitas crianças apresentam complicações desde os 2 ou 3 anos, isso muitas vezes pode significar pelo menos 4 anos de infecções de repetição, dificuldade respiratória, sono ineficaz e alterações na anatomia da face. Por isso algumas medicações podem ser indicadas pelo pediatra.

O objetivo inicial é reduzir a inflamação e facilitar a entrada do ar . Utilizamos antialérgicos ou anti-inflamatórios para melhorar os sintomas e em alguns casos , medicações para restabelecer a imunidade , como os lisados bacterianos .

Mas se o tratamento falhar …

Tem que fazer cirurgia ?

Embora a tendência seja o volume das adenoides diminuir com o crescimento, a cirurgia é indicada nos casos de otite de repetição, perda auditiva, apneia do sono e quando a obstrução nasal é tão grave que a criança só consegue respirar pela boca. É uma cirurgia simples e no mesmo ato cirúrgico, são removidas também as amídalas. De qualquer forma, a cirurgia só é uma opção depois que o tratamento com remédios não apresentou resultado satisfatório.

Não existe idade ideal para a cirurgia das amígdalas e da adenóide. O momento certo de cada criança depende da gravidade do caso.Da mesma forma , não há uma regra geral : cada caso será avaliado individualmente pelo otorrinolaringologista .

CUIDADOS PÓS OPERATÓRIOS

Crianças submetidas a adenoamigdalectomia costumam se recuperar muito bem. Já em adultos, trata-se de um pós-operatório bem mais chato. Alguns cuidados devem ser observados para a boa recuperação.

• Alimentação líquido-pastosa fria ou gelada nos três primeiros dias. Sorvete batido tipo milk-shake, sopa fria, sucos de frutas não cítricas, mingau frio. No quarto dia alimentos mais consistentes, ainda frios ou mornos, como purê de batata, caldo de feijão, macarrão com molho de tomate, etc. No sétimo dia em diante alimentação normal, evitando ingerir alimentos crocantes ou que possam machucar a garganta ainda em cicatrização, como certos biscoitos.

• Repouso em casa por 7 dias: sem brincadeiras que incluam corridas ou grande agitação. Optar por atividades mais calmas como, leitura, televisão, filmes, jogos de cartas, etc.

• Esforços físicos mais vigorosos, educação física, natação, futebol e outros esportes estão proibidos por cerca de 30 dias ou até o cirurgião verificar a completa cicatrização da área.

• Nos três primeiros dias escovar apenas os dentes da frente, evitado o contato da escova com a área operada. Não gargarejar ou bochechar com força.

• Os pontos da cirurgia, quando dados, cairão por conta própria.

• Febre de até 38 graus pode ocorrer nos dois primeiros dias, e muitas vezes não significam sinal de infecção.

• Salivação e discreta eliminação de secreção nasal com raias de sangue podem ocorrer nas primeiras 24 horas. O médico deverá ser comunicado em caso de sangramento ativo (sangue vivo).

• Em alguns casos podem ocorrer vômitos com ou sem coágulos (sangue pisado) nas primeiras 24 horas, que são decorrentes da deglutição de sangue da cirurgia. Entretanto qualquer eliminação de sangue vermelho-vivo deve ser comunicada à equipe médica.

Anúncios

Escrito por Dra Fernanda Naka

Pediatra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s