Escrevi um post sobre a higiene de mamadeiras e observei muitas dúvidas sobre o assunto e pouca informação na internet . Vamos ver sobre formatos , bicos , tipos de fluxo e materiais das mamadeiras ?

O aleitamento materno é recomendado para todo bebê , mas se não for possível , as mamadeiras são a única forma para administrar leite / fórmula láctea .

O uso do copinho é recomendado apenas para complementar o aleitamento materno. Quando há necessidade de volumes superiores a 60/70 ml por mamada , os pais devem utilizar a mamadeira.

Formato

padrão : comuns , tem a boca estreita.

boca larga : são mais fáceis de limpar e o bico tem o formato mais próximo do seio materno

Material

plástico : desde 2011 são proibidas mamadeiras com BPA ou bisfenol-A, que pode causar danos à saúde dos bebês. São mais baratas , fáceis de transportar e por serem mais leves , a criança consegue segurar depois de uma certa idade. Podem acumular resíduos e cheiro .

vidro : maior durabilidade e não deixam resíduos ou cheiro . São perigosas e nunca devem ser deixadas com a criança , pelo risco de quebrar. Para evitar acidentes , pode ser colocada uma capa de silicone . Tem valor mais elevado.

• silicone : flexíveis , fáceis de limpar por não precisar de uma escova específica para limpeza . Como são rombas , tombam com facilidade , mas tem uma textura interessante para o bebê segurar .

Tamanhos

• 60 a 80 ml : a chamada xuquinha, não devem ser comprada , pois o material geralmente não é adequado ( bico de látex + plástico de baixa qualidade) .

• 120 a 150 ml : mamadeira média

240 a 250 ml : mamadeira grande

330 ml : mamadeira extra grande , geralmente utilizada para crianças acima de 2 anos .

Bicos

• látex : em desuso devido a baixa durabilidade e riscos à saúde e desenvolvimento de alergias.

silicone : mais utilizados . Devem ser trocados a cada 3 meses.

Função

• comum : sem característica especial

anti – cólicas: também chamadas de anti – refluxo , possuem uma válvula que permite  a entrada de ar na mamadeira evitando a formação de vácuo, as bolhas de ar ficam no fundo da mamadeira e não se mistura no líquido, reduzindo sensivelmente a incidência de cólicas e gases no bebê. Possuem um sistema de fluxo contínuo e isso ajuda a diminuir o leite em excesso em excesso e o regorgitamento.

Mas com frequência vejo e acompanho bebês com baixo peso que utilizam esse tipo de mamadeira , pelo fluxo ser muito menor do que no modelo convencional.

Como diluir o leite em pó?

Parece óbvio , mas cerca de 40% das mães erra .Siga exatamente as instruções de proporção leite/água que vêm escritas na lata da fórmula de leite e ofereça a quantidade de leite indicada pelo pediatra.

Encha a mamadeira com água previamente fervida e ligeiramente amornada, e em seguida coloque o pó (as latas costumam vir com pequenas colheres de medida). Tampe e misture bem.

Resista à tentação de acrescentar medidas a mais de leite ou colocar medidas “transbordando” de pó, porque isso desequilibra a proporção entre os nutrientes e pode prejudicar a saúde do bebê. Também não pense em diluir o leite para a lata durar mais. Pode prejudicar o ganho de peso.

Há um pequeno risco de que o leite seja contaminado por micro-organismos se for guardado já misturado com água. O melhor a fazer é preparar as mamadeiras fresquinhas a cada nova mamada.

Se você quiser adiantar as coisas — especialmente para as mamadas noturnas ou passeios fora de casa –, coloque a medida de água fervida na mamadeira e a quantidade de pó adequada armazenada em um recipiente separado (existem recipientes próprios para isso, com três ou quatro repartições para o pó).

Como saber se meu filho está tomando a mamadeira do jeito certo?

Como quase tudo que se refere a bebês, você vai ter que ouvir e observar. Se detectar sons meio barulhentos enquanto seu filho bebe, pode ser que ar demais esteja passando pelo bico da mamadeira.

Para evitar que isso aconteça, segure-o em um ângulo de, mais ou menos, 45 graus, e certifique-se de que a posição da mamadeira está alta o suficiente em relação ao rosto da criança, para que o bico sempre esteja cheio de líquido e sem espaço para bolhas de ar. Existem mamadeiras ” tortas ” que fazem essa função:

Nunca deixe o bebê sozinho com a mamadeira apoiada em algum lugar porque ele pode engasgar.

Qual a melhor forma de aquecer o leite na mamadeira?

É melhor evitar o micro-ondas, já que ele aquece de forma desigual e pode deixar algumas partes da mamadeira mais quentes que outras, levando a possíveis queimaduras na boca do bebê. Se realmente preferir usar o micro-ondas, esquente sem o bico e chacoalhe bem a mamadeira antes de dá-la ao seu filho. Não requente o leite (seja o materno ou em pó) de jeito nenhum.

Fica a dica .

Anúncios

Escrito por Dra Fernanda Naka

Pediatra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s