E aí , já passou por isso ?Quando devo fazer compressa morna ou fria? Vamos ver no post de hoje !

Compressa fria

Serve :

depois de exercícios ;

• pancadas e traumas;

• depois de injeção ;

• dor de dente ;

A compressa fria diminui o inchaço , a inflamação, por diminuir o fluxo sanguíneo no local . As compressas de gelo são excelentes para aliviar a dor após uma pancada, como pode acontecer durante um jogo de futebol, por exemplo, mas deve-se evitar seu uso nas costas, no peito e na barriga.

A pessoa pode usar um saquinho plástico com gelo ou uma bolsa de gelo ou de gel térmica. A vantagem é que as aplicações da com gel não causam um ponto de pressão especifico como as pedras de gelo fariam, distribuindo melhor a área de contato com a pele.

Para que a pele não sofra uma queimadura com a baixa temperatura, proteja a região com um pano fino ou uma camiseta .Já uma toalha pode ser muito grossa . O tempo correto de utilização é de 30 minutos, a cada 2 horas, para grandes articulações tais como ombro, joelho, tornozelo, punho e cotovelo. Para os dedos do pé e das mãos, deve ser de no máximo 15 minutos.

Ficar muito tempo com a compressa fria pode causar lesão celular. A técnica também não é recomendada, em nenhuma situação, na região da coluna, já que pode causar uma contratura muscular e piorar a dor.

Para que o resultado seja alcançado, o melhor é fazer nas 48 horas seguintes ao ocorrido. A técnica poderá reduzir o inchaço e anestesiar as fibras nervosas, diminuindo ou até mesmo parando a dor.

Compressa quente

Serve :

dor muscular ;

• abcesso ( furúnculo);

• torcicolo

Aumenta o fluxo sanguíneo no local , promovendo relaxamento da musculatura .As compressas feitas com água morna são ótimas para aliviar a dor muscular que surge ao longo do tempo e é especialmente indicada para colocar nas costas ou no peito, embora possa ser colocada em qualquer região do corpo.

Mas nada de pensar que “quanto mais quente melhor”. A pessoa deve ficar confortável com a compressa. Temperaturas muito altas podem causar uma lesão na pele e até queimaduras.

E quando usar as duas?

Como assim? Sim! Podemos fazer a combinação das duas , em momentos diferentes .A ação anestésica do gelo ajuda a evitar que o inchaço e o hematoma na região machucada fiquem muito grandes. Já a compressa quente deve ser usada numa segunda etapa, cerca de dois dias depois do trauma. Se for uma distensão muscular, aplica-se a compressa quente de cinco a sete dias depois de ocorrer a lesão.

Existe ainda uma terceira alternativa, muito usada nos tratamentos pós-imobilização e pós-cirurgia: .Depois que a pessoa retira o gesso, por exemplo, ou passa por uma cirurgia ortopédica, as pernas permanecem imóveis, o que causa uma circulação mais lenta. Por isso, é comum aplicar uma alternância de compressas quentes e frias, que acabam funcionando como uma bomba, estimulando a circulação de sangue na região.

Anúncios

Escrito por Dra Fernanda Naka

Pediatra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s