Por mais que pareça um sintoma corriqueiro, é importante descobrir o que desencadeia o incômodo. São tantas causas possíveis que o diagnóstico do pediatra precisa ser feito após analisar o contexto: alimentação, sono, capacidade de visão, entre outras situações. Portanto, sempre fique atento ao comportamento do seu filho, de modo que consiga relatá-lo corretamente ao médico.

Muito comum na infância , atinge 85% das crianças .Para ficar mais fácil , eu fiz uma lista das causas mais simples de dor . Mas lembre-se , neste caso a dor é leve e sem sintomas associados , sem febre ou tosse por exemplo.

• jejum prolongado : pular refeições pode dar dor ;

• uso excessivo de tablets, computadores , celulares : a tela e o brilho são causas comuns entre os adolescentes . O ideal são apenas 4 horas de ” telas” por dia!

• bruxismo: ranger os dentes a noite provoca a contração dos músculos, provocando dor de cabeça na parte da manhã;

• calor: nos dias mais quentes , devemos consumir mais água e evitar atividade física entre 10 hs às 16 hs;

• emocional : tensão, ansiedade, bullying, qualquer problema de psicológico mal resolvido pode se exteriorizar na forma de dor

Nesses casos a dor é passageira, geralmente melhora sem medicação e não atrapalha as atividades da criança.Para saber qual a intensidade da dor de cabeça da criança, uma dica é observar se ela produz algum impacto na rotina.Os bebês e as crianças menores não sabem descrever e por isso, é importante notar se eles param de brincar quando reclamam da dor.

Fique atenta se não é por carência de atenção . Toda mãe já pensou nisto uma vez na vida e a minha dica é: parou de brincar e perdeu interesse pelas atividades ? Não medique , aguarde uns minutos , deixe a criança em repouso e reavalie . Nos casos mais simples a dor passa , e a criança não perde a brincadeira .

Faça sempre a pergunta : ” aponta pra mamãe aonde dói “. Não pergunte se dói a garganta , cabeça , ouvido … pois a resposta sempre será sim. As crianças possuem dificuldade em relatar alguns sintomas e quando colocam a mão na cabeça , a mãe logo pergunta : ” tá com dor de cabeça?”. Vou citar o exemplo de casa : meu filho refere dor de cabeça toda vez que fica enjoado ao andar de carro.Na verdade ele tem dificuldade em descrever a náusea e refere como dor.

As dores de cabeça na infância podem estar relacionadas a enfermidades, desde alergias, passando por infecções no ouvido e chegando a sinusites. Na maior parte das vezes, não indicam uma doença grave.

Mas e se a cabeça do seu filho ainda dói?

Quando a dor deve ser avaliada

Sempre a primeira doença ligada à dor de cabeça , para a mãe , é meningite , seguida de sinusite e de tumor cerebral. São todas realmente causas de dor de cabeça , mas não necessariamente nesta ordem.

Observe a localização da dor . Crianças maiores sabem referir ao colocar a mão e algumas causas podem ser avaliadas :

A enxaqueca é a causa mais comum , com dor somente de um lado da cabeça . A dor é frequente ,limitante e pode vir associada de vômitos, desconforto com a exposição a muita luz ou barulhos.Observe a frequência , horário e se possível faça um diário da dor, pois ajuda a verificar os fatores de “ gatilho” da cefaléia.

Tensão por prova , problemas na escola ou em casa , provocam dor na região da testa e pescoço . São intensas e precisam de apoio psicológico nos casos mais recorrentes.

E o problema de vista ?

Os oftalmologistas são categóricos : é mito problema de visão dar dor de cabeça.Na minha visão de pediatra já não sei se não disso não…..😜

Sinusite e dor de cabeça

Geralmente quando a criança tem cefaléia por sinusite , tem outro sintoma associado , como febre ou tosse. O mesmo serve para a meningite . Uma criança que chega andando , conversando , sem sintomas de febre ou vômitos , dificilmente terá como primeira hipótese diagnóstica de meningite.Mas nos dois casos a cabeça dói.

E se fizer um exame?

Às vezes , crianças com dor de cabeça precisarão fazer exames de imagem , como uma tomografia . Mas vários estudos recentes põe em dúvida a real necessidade , pois o uso frequente de tomografias e raio x pode provocar câncer nas crianças.

O exame só seria indicado para os casos de trauma e ou de piora rápida dos sintomas , indicando situações de maior gravidade.Serve para diagnóstico de tumores ou hemorragias , mas não dá diagnóstico de meningite.

Para quadros infecciosos, o diagnóstico é a base da história clínica e exames laboratoriais. Na suspeita de meningite é realizada a completa de liquor , o líquido que fica dentro da coluna.

Tratamento

Depende da causa da dor.O uso de analgésicos e anti-inflamatórios podem causar o alívio temporário , mas se for persistente ,deverá ser investigado.

Os pais não devem se esquecer das medidas preventivas ,como uma boa noite de sono ,evitar telas de tablets e celulares e uma boa alimentação.

Fica a dica.

Anúncios

Escrito por Dra Fernanda Naka

Pediatra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s