Óleo de côco possui tantas indicações que fica sendo quase qualificado como um alimento milagrosos : acelera a queima de gordura , melhora o sistema imunológico , pois combate a fungos, vírus e bactérias , faz bem para pele e cabelos . Mas recentemente entidades médicas rebatem o burburinho em torno do alimento.

Não há nenhuma evidência científica que comprove que ele faça bem para a saúde de forma geral.Para a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia , o consumo de óleo de côco trata-se de um modismo que, no fim das contas, pesa no bolso e pode custar caro para a saúde. Rico em gorduras saturadas, o produto pode aumentar o colesterol e o risco de aterosclerose se consumido em excesso.

A Associação Brasileira de Nutrologia ( ABRAN) também possui uma posição contrária ao consumo do óleo de côco: a entidade reforça que não há estudos relevantes que comprovem a eficácia do produto e faz as seguintes recomendações:

• não deve ser prescrito na prevenção ou no tratamento da obesidade;

• não deve ser prescrito na prevenção ou no tratamento de doenças neuro-degenerativas;

• não deve ser prescrito como nutriente antimicrobiano;

• não deve ser prescrito como imunomodulador.

Recentemente, um estudo, publicado pela Associação Cardíaca Americana, apontou que o óleo de côco pode fazer tão mal para a saúde quanto a manteiga ou a gordura animal por causa da quantidade de gordura saturada que ele contém. Segundo a pesquisa, 82% da gordura do produto é satuarada. Para ter uma ideia, a taxa é maior que a da manteiga, com 63%, e da banha de porco, com 39%.

Não há nenhuma indicação para o seu uso em crianças .

Ele é é fonte de gordura saturada e essa substância que tem forte correlação com doenças cardiovasculares e como toda gordura saturada, só deve ser consumida com moderação.

Qual óleo usar?

O óleo de canola é um dos mais saudáveis, pois possui elevada quantidade de Ômega-3 (reduz triglicerídios e controla arteriosclerose), vitamina E (antioxidante que reduz radicais livres), gorduras mono-insaturadas (reduzem LDL) e o menor teor de gordura saturada (controle do colesterol) de todos os óleos vegetais. Médicos e nutricionistas indicam o óleo de canola como o de melhor composição de ácidos graxos para as pessoas interessadas em dietas saudáveis.

Mitos e verdades sobre o óleo de côco:

Ouvi dizer que o óleo de coco…

…previne contra alzheimer e doenças do coração

Falso.Não há estudos sérios e conclusivos que demonstrem qualquer caráter terapêutico

…emagrece

Falso.Também não há nenhum estudo conclusivo que o ligue ao emagrecimento

…é bom para o cabelo

Verdade . Assim como vários tipos de óleo. Mas pessoas com caspa ou couro cabeludo oleoso podem ter condições pioradas

…se usado como bochecho deixa os dentes brancos

Falso.Não há evidência disso; funcionaria no máximo como um sabão. A prática pode levar à ingestão de óleo

…é bom para a pele

Falso.A substância não possui ação antibacteriana, antifúngica ou antiviral e pode agravar a acne e outras condições

Ou seja , não possui nenhuma indicação para ser utilizado em higiene íntima , por ser mais “natural”.

Atenção aos modismos e sempre procure fontes de informação confiáveis . As entidades e associações médicas sempre se baseiam em estudos científicos e por isso são as fontes mais importantes para recomendação de novos alimentos .Fique atenta!

Anúncios

Escrito por Dra Fernanda Naka

Pediatra

um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s