Todas as medicações podem apresentar efeitos colaterais , mas algumas possuem uso proibido em crianças e até em adultos , pois podem levar a complicações graves e até a morte .

1. AAS

O ácido acetilsalicílico está indicado para alívio de dor leve a moderada e como antitérmico . Foi utilizado por muito tempo ,mas pesquisas indicam que pode causar muita irritabilidade gástrica, sangramento pelas fezes e até úlcera.

Cerca de 10% das crianças brasileiras são medicadas com AAS por pais e avós , sem orientação médica .

O uso do AAS pode ser potencialmente fatal quando utilizado em viroses ( devido alta associação com a Síndrome de Reye) e na dengue ( devido ao aumento dos casos hemorrágicos). Por isso , seu uso está indicado para crianças acima dos 12 anos de idade.

A síndrome de Reye é uma doença rara , mas potencialmente fatal e provoca lesões cerebrais e no fígado. Quando usamos o AAS em quadros gripais , a criança tem 35 vezes mais chance de evoluir com esta síndrome.

Por existirem outras opções de antitérmico e anti-inflamatório mais seguras , o uso do AAS não está na rotina da Pediatria.Nunca dê aspirina ou qualquer outro remédio que seja combinado com aspirina, mesmo que seja chamado de infantil .

2.Descongestionante nasal

Nas crianças pequenas, o uso dos descongestionantes nasais tópicos podem ter consequências desastrosas, uma vez que pode provocar depressão do sistema cardiorrespiratório e levar à morte. E não há exagero nessa afirmação : segundo dados fornecidos pelo CEATOX (Centro de Assistência Toxilógica do Hospital das Clínicas de São Paulo), depois dos anti-inflamatórios e dos analgésicos, os descongestionantes nasais são os medicamentos de venda livre que mais levam a complicações graves.

Seu uso contínuo faz com que parte da substância seja absorvida pela mucosa do nariz e caia na corrente sanguínea , provocando alterações cardíacas , como arritmias e aumento da frequência cardíaca.Outros efeitos colaterais são : apatia, irritabilidade , intestino preso e até convulsões.

3.Remédio para diarréia

Medicamentos para conter diarréia não são indicados para crianças de qualquer idade, não só pela toxicidade que podem apresentar, mas também pela possibilidade de piorar gravemente uma infecção bacteriana, podendo levar até a infecções generalizadas.

4. Remédio de adulto

É um perigo dar remédio de adulto para crianças, mesmo que em doses muito menores. Alguns pais optam por oferecer , sem nenhuma orientação , metade ou 1/4 do comprimido , deduzindo cegamente a dose para o filho.

As formulações infantis não possuem apenas cor e gosto para facilitar o uso , mas também fornecem medicações seguras para esta faixa etária.Comprimidos mastigáveis ou remédios em pastilha podem acabar presos na garganta de uma criança

5. Medicação fora da validade

Acredite , tem muito pai e mãe fazendo isso. O antibiótico depois de aberto , tem em média 10 dias de validade se conservado em geladeira . O mesmo vale para a maioria dos colírios e remédios para ouvido.

Se você utiliza um medicamento aberto desde a última receita , verifique se ele ainda está em condições de uso . A validade da caixa só vale para medicação fechada!

6. Dose a mais analgésico ou antitérmico

Alguns remédios contêm combinações de substâncias para ajudar a aliviar dor ou baixar a febre, então tenha muito cuidado se for dar uma dose a mais de algum medicamento ou um medicamento diferente em horário próximo, achando que não está dando a mesma coisa. Isso é especialmente comum e perigoso no caso de substâncias como o paracetamol (nome genérico do Tylenol), muitas vezes acrescentado à fórmula de outros remédios, como xaropes para gripe.

Doses elevadas de paracetamol são tóxicas ao fígado e podem levar até à morte, por isso todo cuidado é pouco.

7. Produtos com cânfora

Só podem ser utilizados, ainda assim com todo o cuidado e monitoramento para que não sejam ingeridos ou lambidos, em crianças acima de 2 anos.

Remédios com cânfora na fórmula, como Caladryl ou Vick Vaporoub, podem ser tóxicos para o bebê e levar até a morte em caso de serem engolidos por acidente, mesmo em quantidades minúsculas.

Anúncios

Escrito por Dra Fernanda Naka

Pediatra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s