A deficiência intelectual é uma situação geralmente congênita ou precocemente adquirida na infância , em que a pessoa tem dificuldades para resolver problemas, compreender idéias abstratas, estabelecer relações sociais, compreender e obedecer a regras e realizar atividades cotidianas. Essas habilidades estão ligadas à inteligência, envolvem raciocínio, planejamento e organização.

As causas da deficiência mental podem ser genéticas e não genéticas. Dentre as genéticas, a mais comum é a Síndrome de Down. As causas não genéticas podem incluir complicações durante a gravidez (rubéola, uso de drogas, abuso de álcool, desnutrição materna), problemas ao nascimento (prematuridade, falta de oxigênio, traumatismos) e ainda doenças e condições que afetam a saúde, como sarampo, meningite, desnutrição, exposição a chumbo e mercúrio, entre outras.

Em cerca de 40% dos casos a causa permanece desconhecida.

5 sinais de alerta

A pessoa com Deficiência Intelectual tem dificuldades para aprender, entender e realizar atividades que são comuns e rotineiras para a maioria das pessoas.

Fique atento aos sintomas abaixo para que você tenha condições de ajudar algum familiar que possa ter Deficiência Intelectual a tempo de receber um tratamento adequado. Aliás, quanto antes o transtorno for diagnosticado, maiores são as chances de a criança (e o adulto) ter mais qualidade de vida.

1. Atraso no desenvolvimento

A criança que demora para sentar, engatinhar ou falar deve ser investigada. Para isso o pediatra deve estar atento e realizar um acompanhamento rigoroso.

2.Falta de curiosidade

A curiosidade é um traço comum na infância. Crianças que não se envolvem com nada e ficam alheias ao ambiente precisam de uma avaliação.

A criança “boazinha” que fica quietinha no berço ou carrinho nem sempre tem o desenvolvimento adequado. Fique atento.

3.Atraso escolar

A criança apresenta limitações de aprendizado, como para a alfabetização e para a matemática. Os sintomas mais comuns são:

– Confusão no uso de palavras que indicam direção (dentro, fora, em cima/embaixo, direita/esquerda)

– Dificuldade de coordenação motora grossa (tropeça, colide com objetos, cai muito)

– Dificuldade de coordenação motora fina (não pega corretamente o lápis, não sabe usar a tesoura)

– Dificuldade para reconhecer cores, números e letras

– Dificuldade de associar letras a sons

– Dificuldade com sequências (1,2,3…)

– Dificuldade para contar

– Dificuldade para memorizar fatos numéricos (quantos anos tem)

– Dificuldade para aprender cantigas infantis com rimas

– Frases ditas de maneira confusa, com erro de pronúncia das palavras

4. Medo excessivo

Toda criança tem medo. Isso ocorre por estar em um processo de descoberta do mundo. Por isso, o medo nessa fase é normal. Mas, se o medo começa a ser uma constante e interfere no aprendizado, diversão ou em outras atividades é importante investigar.

5. Irritabilidade

É parte do crescimento aprender a controlar as emoções e os impulsos. Quando a irritabilidade machuca outros, causa problemas escolares e familiares é necessário buscar ajuda, antes que o problema se agrave.

Classificação

A deficiência intelectual costuma ser classificada em leve, moderada e profunda. Pessoas com uma deficiência intelectual leve podem chegar a realizar tarefas mais complexas e desenvolver aprendizagens sociais e de comunicação que lhes permite adaptarem-se ao mundo em que vivem. Sua aprendizagem escolar é mais lenta e, embora possam frequentar classes comuns, precisam de um acompanhamento especial.

As pessoas com deficiência intelectual moderada são capazes de alguma autonomia pessoal e social, mas não chegam a dominar as técnicas de leitura, escrita e cálculo.

Na deficiência intelectual profunda, as pessoas têm grandes problemas de comunicação com o meio e são dependentes dos outros em quase todas as atividades.

Como é feito o diagnóstico?

Geralmente é feito uma solicitação da escola , principalmente nos casos leves , por atraso no processo de aprendizagem.

A criança passa a realizar acompanhamento psicopedagógico e neurológico . Aonde é avaliado o Quociente de Inteligência (QI), obtido por testes psicológicos padronizados. Nos casos de deficiência intelectual o QI está situado em 75 pontos ou menos.

Tratamento

A deficiência intelectual é uma condição irreversível. No entanto, a pessoa comprometida deve receber acompanhamento médico e estimulação de suas capacidades. As limitações existentes podem ser minimizadas por meio da estimulação sistemática de atividades escolares, profissionais e sociais.

Não tenha medo ou vergonha e procure ajuda . Questione , estude , acompanhe e explore o máximo do potencial do seu filho.

Fica a dica.

Anúncios

Escrito por Dra Fernanda Naka

Pediatra

um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s