Seu filho rói as unhas?  Estudos estimam que o hábito afete entre 20% e 30% da população mundial. Os motivos variam : nervosismo, ansiedade, tédio, fome, frustração e até mesmo como uma forma de relaxamento. Entretanto, as causas que levam a isso ainda permanecem um mistério para a ciência e para a comunidade médica.

A genética é uma possível explicação para o hábito de roer as unhas. Pesquisas já mostraram que um terço das pessoas que roem as unhas tem familiares com o mesmo hábito.A onicofagia ( hábito de roer as unhas ) pode levar a problemas psicossociais significativos e ter um impacto negativo na qualidade de vida das pessoas, de acordo com um estudo publicado em 2016 na revista on-line PubMed.com.

Os problemas de saúde de quem rói a unha

Segundo a Academia Americana de Dermatologia (AAD) as infecções bacterianas causadas pelo hábito de roer as unhas são um dos problemas mais comuns. A paroníquia, por exemplo, é uma infecção da pele ao redor das unhas.Outro problema é a deformação nos dentes, o desgaste prematuro e até mesmo a mudança de posição dos dentes, afetando a oclusão dental ou a mordida.

A Associação Americana de Psiquiatria incluiu a onicofagia na lista de transtornos obsessivos-compulsivos (TOC), mas nem todos os psiquiatras concordam com isso.

Podem ocorrer mais verminoses e quadros de diarréias . O hábito de colocar a mão na boca facilita a entrada de bactérias , principalmente nas crianças pequenas , que não higienizam as mãos com frequência .Roer de maneira crônica pode causar anormalidades nos dentes e encurtamento irreversível da unha . Com o tempo as unhas passam a crescer com defeito e ficam distróficas.

Como parar?

As estatísticas estimam que 45% dos adolescentes roem as unhas, no entanto este número cai de forma significativa quando falamos de adultos. Nas crianças , a correção feita pelos pais ( ” tira a mão da boca “) não tem muito efeito.

Aplicar pimenta ou outra substância nos dedos e até colocar esparadrapo também não funcionam.

• a criança que come a unha geralmente é ansiosa e tem pouca atividade de lazer. Procure iniciar um esporte ou atividades como pintura e música .

• nas meninas , use esmalte colorido ou apliques ( desenhos ) . Aplicação de esmalte com sabor amargo também funciona .

• mascar chiclete ou usar uma bolinha antistress são boas dicas para os adolescentes .

• psicoterapia diminui a ansiedade e reduz a compulsão pelas unhas .

Anúncios

Escrito por Dra Fernanda Naka

Pediatra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s