Cada pernada no shopping ou no supermercado vem acompanhado do “mãe , compra pra mim?” . E assim vai desenrolando sem fim e no final comecei a observar que o valor das coisas foi se perdendo no caminho. Comprava o brinquedo ou a bolinha e logo eles enjoavam e deixavam em qualquer lugar.

Então comecei a pesquisar em como embutir o valor das coisas , do dinheiro na cabecinha dos meus filhos. Após várias pesquisas na internet , resumi algumas dicas práticas :

Como ensinar seu filho que dinheiro não nasce em árvore

Estabeleça uma mesada

Criança adora pedir. Ao criar uma mesada, você estabelece um limite de gastos a eles e os ensina a poupar para juntar o suficiente para comprar aquele brinquedo novo, por exemplo. É a melhor forma de ensinar a diferença entre querer algo e precisar daquilo, pois com uma mesada estabelecida, as crianças precisam aprender a priorizar os seus gastos e escolher o que importa. As crianças começam a perceber que não dá para comprar sempre tudo o que elas querem e ainda começam a dar outro valor a cada conquista!

É pela mesada que a criança vai aprender a lidar com a frustração de querer algo para o qual não tem dinheiro e aprender a esperar, a poupar, para atingir esse objetivo.

Dicas para mesada

🤑 Mesada não deve ser usada para comprar o lanche da escola, especialmente quando a criança ainda é pequena. Por quê? Para não correr o risco de a criança tomar a decisão de trocar o lanche pelo dinheiro.Também não deve ser usada para pagar aulas de inglês , natação ou atividades extracurriculares, pois são obrigatoriedade dos pais.

🤑 Não se deve trocar mesada pelas obrigações das crianças, como tirar boas notas na escola ou arrumar o seu quarto, os seus brinquedos.Isso deve ser uma obrigação do pequeno , independente do valor da mesada.

🤑 Qual o valor ? Depende de cada família , mas tem uma regra básica : 1 real por ano de vida por semana – se o seu filho tem 8 anos seriam R$ 8,00 por semana . Para os menores de 11 anos o ideal é a semanada e acima desta idade o dinheiro poderá ser mensal.

Se puder dar R$ 100,00, dê R$ 50,00. A escassez ensina mais que abundância. E é mais fácil calibrar a mesada para cima do que para baixo.

Converse muito e traga o assunto para o dia a dia

Para ensinar os seus filhos a tratar de dinheiro, você pode ter conversas com eles sobre dinheiro, explicando conceitos como pagamento, troco, dívida. Traga isso para o universo deles e deixe-os participar, na medida correta, das discussões de dinheiro da família. Uma forma pode ser uma viagem: inclua-os no planejamento e debata o que faz parte do orçamento familiar e o que não faz. Outra ideia é trazer livros sobre o tema ou então jogar uma partida de Banco Imobiliário com eles. É uma forma ótima de aprender brincando!

Comece a ensinar que é preciso ganhar primeiro, antes de pensar em gastar. Pode parecer óbvio, mas não é. É importante passar este ensinamento à criança. Não basta apenas querer algo, antes de tudo precisamos ter o dinheiro para comprar.

Seja um exemplo

Lembre-se que demora para aprender a lidar com dinheiro. Afinal, quantos anos você precisou para saber equilibrar todos os gastos e entender a diferença entre querer e precisar? Pois bem, os seus filhos estão agora neste mesmo caminho. Ninguém aprende a poupar se a sua família vive gastando mais do que pode.

Fica a dica .

Anúncios

Escrito por Dra Fernanda Naka

Pediatra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s