Otite é a inflamação do ouvido médio, localizado na porção atrás do tímpano, muito comum durante a infância. Essa é a infecção mais frequentemente diagnosticada pelos pediatras: pelo menos 90% das crianças vão apresentar ao menos um episódio até completarem 5 anos de idade.

A frequência acontece por conta da maior abertura e permeabilidade da tuba auditiva, o conduto que liga a parte de trás do nariz com o ouvido médio.

Causas

Sempre que o diagnóstico é feito , queremos saber como e porque aconteceu . Grande parte das infecções de ouvido ocorrem devido a gripes e resfriados . Outras causas comuns :

• mamar deitado ;

• entrada na creche antes de 1 ano de idade ;

• natação;

• malformações como a fenda palatina ou hipertrofia de adenóides ;

• alergias ;

• convívio com fumantes ;

• refluxo gastroesofágico;

• uso recorrente de antibiótico.

Sintomas

Os sintomas são muito parecidos com os de outras infecções virais: febre e irritabilidade. Às vezes, o bebê para de comer. Vale lembrar que o fato de você mexer na orelha do seu filho e ele não protestar não é suficiente para descartar a infecção do ouvido. A dor da otite média aguda normalmente não piora com a manipulação da orelha.

Quando o ouvido vaza fica fácil de fazer o diagnóstico.

Por conta disso, o único jeito de se certificar de que a criança está ou não sofrendo com esse problema é consultar um médico.

Tratamento

Nunca use alho , vela , óleo ou outra substância na orelha !

Depende do tipo de otite, do grau da infecção e da causa. Se for externa, o médico pode indicar remédios em gotas para pingar dentro do ouvido. Se for a otite média, é recomendado medicamento via oral. Por isso, não use qualquer tipo de remédio ! Nem aquele que foi receitado a última vez que seu filho sentiu a dor .

Vale lembrar ainda que não se deve, nunca, colocar qualquer produto no ouvido, como azeite quente ou alho. Pode piorar o estágio da infecção e prejudicar ainda mais a saúde do pequeno.

Como prevenir ?

1. Não use cotonete : pois pode causar uma lesão ou piorar uma infecção. Para a parte externa, prefira uma toalha. Se tiver um pouco de cera, retire-a com a ponta dela.

A cera protege o ouvido . Quando removida com frequência , a criança tem mais chance de evoluir com otites .

2. Mamar sentado : eleve a cabeça do bebê ao mamar . Pode ocorrer a entrada de microgoticulas do líquido ( leite , suco ) no canal auditivo .

3. Proteja os ouvidos : para quem faz natação , use toucas para diminuir a entrada de água e use álcool 70% logo após a saída da piscina .

4. Não fume : crianças que convivem com adultos tabagistas, independentemente do fato deles fumarem ou não na presença delas, apresentam componentes do cigarro identificáveis na corrente sanguínea e na urina. Essas substâncias alteram a capacidade de limpeza natural e de transporte do muco do nariz para a garganta , facilitando a entrada de bactérias.

5. Faça tratamento preventivo : alergias , malformações e refluxo devem ser tratados ou investigados para que não ocorra novo episódio de otite.

Fica a dica .

Anúncios

Escrito por Dra Fernanda Naka

Pediatra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s