A fome oculta, fome silenciosa ou deficiência marginal é uma deficiência crônica de micronutrientes (vitaminas ou minerais) e é definida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como a necessidade de micronutrientes essenciais para o bom funcionamento do organismo.

A principal causa da fome oculta é uma alimentação deficiente, sem todos os nutrientes essenciais para o bom funcionamento do organismo – o que não quer dizer, necessariamente, que essa pessoa come pouco, mas sim que ela não come com qualidade. Atinge mais crianças com seletividade , pouca variação e neofobia (recusa a experimentar novos alimentos). Além disso, as crianças têm necessidades maiores de  micronutrientes, devido ao rápido crescimento e à formação de órgãos vitais.

Sinais de falta de nutrientes

Os sinais mais comuns na infância são: língua geográfica e as aftas ( ou estomatites) . Doenças comuns encontradas nas bocas das crianças, provocam um enorme transtorno , pois com a dor a criança deixa de se alimentar. Estão relacionadas à deficiência nutricional e dieta pobre em vitaminas .

Língua geográfica

Língua geográfica, também chamada de glossite migratória benigna ou eritema migratório, é um distúrbio benigno cuja principal característica são as lesões erosivas eritematosas (avermelhadas), com bordas irregulares, cinzento-esbranquiçadas, um pouco salientes, que fazem lembrar os contornos de um mapa geográfico e podem migrar de uma área para outra da língua.

Embora possam manifestar-se em pessoas de qualquer idade, as lesões surgem mais nos primeiros anos de vida e tendem a desaparecer até os 7, 8 anos.Atinge com maior frequência as meninas.

Ainda não se conhecem as causas da língua geográfica, mas a condição pode ter caráter hereditário e estar associada a alergias , como a asma e rinite, a deficiências nutricionais especialmente de vitaminas. Ela pode também estar associada à psoriase, estresse emocional e dermatite seborreia.

Apesar da língua geográfica não causar dor na maioria dos casos, a ingestão de alimentos cítricos, picantes e quentes pode desencadear um leve desconforto. Algumas pessoas relatam ainda que sentem queimações no local, sensação de corpo estranho e dores no ouvido.

Geralmente as lesões da língua geográfica persistem por algumas semanas e até meses sem causar nenhum dano ao paciente. No caso de ardência ao ingerir alimentos, por exemplo, recomenda-se a utilização de analgésicos e dieta livre de frutas cítricas e condimentos .Podem ser usados : vitaminas ( ajudam na cicatrização mais rápida ) , anestésicos tópicos e enxaguante bucal.

Estomatite

A estomatite pode ser causada por doenças que afetem a imunidade ou por vírus . O herpes vírus e Coxsackie são os mais comuns. As lesões são dolorosas e geralmente se multiplicam e podem atingir toda a boca.

É comum surgirem após infecções . Uma amigdalite , otite , pneumonia podem reduzir a imunidade , propiciando o surgimento da afta. Nos casos de vírus , é comum o surto em escolas e creches , tendo como veículo principal a chupeta e a mamadeira . Passada de boca em boca , sem higienização adequada , pode levar a disseminação da doença para todas as crianças.

Devido à dor , muitas crianças deixam de realizar a higiene bucal e dentária , o que provoca uma piora do quadro , evoluindo com mais lesões e até com irritação da gengiva , a gengivite. A boca fica fétida e pode aparecer secreção.

Diferente da língua geográfica , a estomatite pode evoluir com febre e dor de garganta , que cedem em cerca de 3 dias.

O tratamento consiste em :

• evitar frutas cítricas , alimentos salgados e quentes;

• higienizar a boca : escovar os dentes e fazer bochechos ajudam muito a evitar a proliferação das lesões (nas crianças menores ele poderá ser diluído é aplicado no local );

• vitaminas e analgésicos tópicos ;

• anti-inflamatório se necessário.

Não use violeta de genciana . Esta medicação atua como um antifúngico , não funciona para aftas. Ela é obsoleta . Temos várias opções melhores para o tratamento.

Ninguém precisa ficar com a cara toda manchada!

Queda de cabelo

Perda de cabelo progressiva , sem deixar lesões no couro cabeludo , além de cabelos mais quebradiços e frágeis . As vitaminas são necessárias para um bom crescimento do cabelo . A criança apresenta baixa estatura e dificuldade em ganhar peso e evolui com perda de cabelos e as unhas também tornam-se quebradiças .

Todo esse quadro de fome oculta evolui se nada for feito , com a mudança dos hábitos alimentares. Muita atenção às dietas restritivas sem lactose ou glúten , pois muitos alimentos substituídos podem levar a deficiência nutricional. Por isso é fundamental o acompanhando de um nutricionista para não existir nenhuma carência de minerais e nutrientes.

O que fazer?

1 Consumir alimentos saudáveis em casa e na escola.

2 Fazer educação ou reeducação alimentar: treinar o paladar com aintrodução dos diferentes alimentos.

3 Oferecer frutas, legumes e verduras em pedaços para serem degustados, e não misturados ou escondidos, para evitar o desenvolvimento de comedores seletivos (picky eaters).

4 Ensinar às crianças hábitos alimentares saudáveis. Os adultos devem ser bons exemplos para elas.

5 Inserir alimentos diferentes rotineiramente e oferecer diversas vezes, até que se torne um hábito.

6 Evitar o excesso de consumo de alimentos industrializados, ultraprocessados, com alto teor de sal, carboidrato e gordura. Dar preferência à alimentação natural saudável.

É indispensável fazer um hemograma completo e dosagem de vitaminas , principalmente a vitamina D . Procure seu pediatra e saiba mais .

Anúncios

Escrito por Dra Fernanda Naka

Pediatra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s