Muitas dúvidas pairam sobre as cabeças das mães quando o assunto é febre . Bate o desespero e acaba dando a dose ou o remédio errado e a criança passa mal. O que NÃO fazer?

Devemos ter em mente que a febre não é uma doença, e sim um sintoma de que algo está acontecendo no organismo. Trata-se de um mecanismo fisiológico que tem o objetivo de combater uma infecção . Isso porque alguns agentes infecciosos, como vírus e bactérias, não sobrevivem a partir de 37º C.O sistema imunológico libera defesas, que circulam melhor quando a temperatura aumenta no organismo. Funciona como uma defesa

Quais são os sinais da febre?

A criança febril fica com o rosto vermelho, o coração acelerado, respira mais rápido que o normal, sente frio e fica abatida. As mãos e os pés ficam frios e algumas podem ter dores de cabeça e musculares.É comum ter vômito , principalmente após a medicação .

Febre é temperatura maior do que 37,8 graus .

Qual é o melhor termômetro ?

O termômetro com mercúrio foi retirado do mercado devido a questões ambientais .As outras opções são as versões digitais, os medidores em forma de chupeta, os de ouvido e o de testa. Vale verificar se o produto conta com selo de certificação do Inmetro.

Devo colocar ou tirar a roupa do bebê?

Se você deixar a criança aquecida demais, com casacos e cobertas em excesso, a temperatura corporal pode aumentar significativamente por causa desse superaquecimento. O controle da temperatura, que fica no cérebro, ainda é imaturo no bebê e a superfície de contato da criança com o mundo externo ainda é muito grande em relação à massa, o que faz com que os bebês ganhem e percam calor com mais facilidade. Para ter certeza de que é febre mesmo, desagasalhe e dê um banho no bebê e só então meça a temperatura de novo. 

Quando há risco de uma convulsão?

A convulsão surge quando a temperatura sobe rapidamente e acontece quando a criança tem em torno de 6 meses a 6 anos. Entre as características estão o tremor e rigidez de braços e pernas. Em geral, a crise dura de 1 a 2 minutos (uma eternidade para os pais) e normalmente não traz sequelas. Nessa hora, além da calma, é preciso deixa a criança confortável, deitada e com a cabeça um pouco elevada, para facilitar a respiração. Se durar mais que esse período, ela deve ser levada ao pronto-socorro.

Quando levar ao médico?

Cuidado redobrado com… crianças menores de 3 meses e, principalmente, recém-nascidos. No primeiro pico de febre, eles devem ser levados imediatamente ao médico, assim como crianças com alguma doença de base (no coração, nos rins, no pulmão, ou aquelas que tomam remédios específicos). Nesses casos, o alerta é máximo.

Nas crianças maiores , não adianta levar logo após o primeiro episódio de febre . O ideal é fazer a observação e se , a febre persistir a cada 6 ou 8 horas , por 2 a 3 dias , a criança deve ser examinada.

Quais são os sinais de perigo?

Se a criança com febre ficar muito prostrada, sonolenta demais, se estiver mancando, respirando rápido, gemente, com muita dor de cabeça ou dor abdominal prolongada, com irritabilidade intensa, choro incontrolável, manchas pelo corpo, ou se convulsionar, é preciso levá-la ao pronto-socorro imediatamente.

Dei o remédio e a febre não baixou

Intercale a medicação  Muitas vezes, antes do intervalo recomendado entre uma dose e outra de remédio, a temperatura  começa a subir novamente. Nesse caso, você pode dar um outro tipo de medicamento. Se a criança tomou paracetamol, por exemplo, você pode dar buprofeno. Também vale fazer esse revezamento para não exceder a máxima dose diária recomendada. Por exemplo, se o remédio pode ser dado de 4 em 4 horas, mas não mais que 5 vezes ao dia, em 24 horas, esse limite não seria respeitado, por isso, é melhor alternar as medicações. No entanto, SEMPRE com orientação do pediatra.

O que NÃO fazer:

não use compressa de álcool. Faça de água fria;

• não dê banho morno ou quente , pois a temperatura irá subir e a criança irá piorar;

• dê a medicação na dose correta : muitas mães dão um número menor de gotas na febre baixa e uma dose maior na febre alta . Nunca entendi o porquê!

• não ofereça mamadeira ou muito líquido após a medicação. Espere a febre abaixar e só depois de algo para beber . A febre dá sede , mas uma grande ingestão de líquido pode levar ao vômito e você perderá a medicação;

• sempre dê a medicação antes de sair de casa . Alguns pais saem desesperadamente e procuram o médico sem medicar . A febre irá subir e a criança passará mal.

não existe febre emocional : muitos pais associam casos de febre com ” vontade” de comer algo ou com ” saudades” de alguém.Acredite , é pura coincidência com alguma outra causa.

Anúncios

Escrito por Dra Fernanda Naka

Pediatra

4 comentários

  1. Mais se a criança por exemplo estiver com tosse ou gripado tem que dar banhos frios também, e aí a criança não vai piorar a gripe e a tosse porque as vezes dá até calafrios esta é minhas dúvidas Dra porque tenho vários netinha ainda pequenas e as vezes ficam comigo eu também tenho o termômetro digital é aquele que apita se esta com febre sempre damos banhos mornos

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s