O molusco contagioso é uma infecção viral que causa pequenas pápulas ( bolinhas) umbilicadas, cristalinas, brilhosas e translúcidas na pele. Causada por um vírus , o Molluscum contagiosum, não tem nenhuma relação com molusco ( ostras, caramujos) , mas é contagiosa.

A transmissão ocorre por contato direto de pele a pele e, portanto, pode ocorrer em qualquer lugar do corpo. O vírus pode ser transmitido via autoinoculação, ao raspar ou tocar uma lesão. A infecção pode disseminar-se pelo uso de esponjas ou toalhas de banho.O número de pápulas varia , podendo chegar a 20 . Elas aparecem em qualquer lugar do corpo, mas raramente envolvem as palmas das mãos, plantas dos pés . Provocam coceira , mas são lesões benignas e desaparecem sozinhas.

Com a coceira , as lesões tornam-se inflamadas. Quando espremidas ou machucadas, um material cremoso e cinza-esbranquiçado pode ser expelido. NÃO faça isso na tentativa de tratar o molusco , pois com essa prática ocorrerá justamente o contrário, haverá o surgimento de mais lesões.

Nas crianças , as bolinhas geralmente se resolvem espontaneamente em até dois meses, sem deixar cicatriz, e a infecção geralmente desaparece completamente dentro de seis a doze meses.

Tratamento

Existem algumas fórmulas de aplicação na pele , mas devido ao risco de provocar cicatrizes ou queimaduras , este tipo de procedimento deverá ser realizado somente pelo médico .

Quando a infecção ocorre de forma muito intensa , poderá ser feita a retirada por nitrogênio líquido ou curetagem ( pequena cirurgia ).

Precisa afastar da escola?

Não é necessário afastar as crianças com molusco da creche ou da escola. Para evitar transmissão, alguns cuidados são recomendados:

• lesões em áreas que provavelmente entrarão em contato com outras pessoas devem ser cobertas com roupas ou ataduras,

• banho com outras crianças deve ser evitado,

• as toalhas e esponjas não devem ser compartilhadas.

As crianças também não precisam ser afastadas de atividades esportivas, desde que as lesões possam ser cobertas com roupas ou curativos. Indivíduos com molusco contagioso podem frequentar piscinas públicas pois não há risco de transmissão.

Anúncios

Escrito por Dra Fernanda Naka

Pediatra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s