Verão combina com muito sol, praia e piscina, correto? Mas atenção : bebês de até seis meses devem evitar a exposição solar direta e o uso de protetores, cremes e colônias. Caso contrário, a criança pode desenvolver alergias ou sofrer queimaduras na pele.

O protetor solar é fundamental no verão, para proteção de queimaduras solares e prevenção do câncer de pele. Entretanto , grande parte das marcas de protetores solares infantis são indicados a partir dos 6 meses, devido ao risco elevado de alergias .

Protetor só depois do 6 mês

No sexto mês, a pele e o sistema imunológico do bebê já estão desenvolvidos o bastante para o protetor solar. No entanto, o filtro deve ser específico para essa idade, como os do tipo “baby”. Os cremes usados para adultos não devem ser usados , pois atuam de forma diferente e tem substâncias químicas que podem agredir a pele do bebê.

Bebês mais novos não têm a capacidade de metabolizar e excretar as substâncias químicas dos filtros, que podem ser absorvidas pela pele.

O protetor solar infantil deve ser passado 30 minutos antes da exposição ao sol para que funcione de forma adequada. O ideal é deixar a criança sem roupas, ainda em casa, e aplicar o filtro em toda a superfície do corpo que for ficar exposta. O produto deve ser aplicado deixando uma pequena camada branca ainda visível, que será absorvida naturalmente pela pele.

O filtro solar deve ser resistente à água e ser reaplicado depois que o bebê entrar na água, usar uma toalha ou suar excessivamente.Mesmo em dias nublados, há o risco de queimaduras. Portanto, não se engane: o protetor solar deve ser aplicado, pois as nuvens não filtram adequadamente os raios ultravioleta. Independentemente das condições meteorológicas, o ideal também é evitar o sol entre 10h e 16h.

Uma criança sem proteção começa a se queimar após ficar 15 minutos exposta ao sol. Assim, um filtro solar com fator 15 permite que a criança permaneça 15 vezes mais tempo sob o sol sem se queimar. Ou seja, aproximadamente quatro horas.

Ao aplicar qualquer produto na pele do bebê , faça um teste em uma pequena área , como o antebraço e observe por cerca de 2 horas . Se não houver reação , aplique nas áreas expostas e mantenha observação . Em caso de irritações , lave toda a pele do bebê em água fria , em abundância e sem sabonetes .

Como proteger meu bebê do sol

Nunca é demais reforçar que, nos primeiros meses de vida, seu filho não deve frequentar a praia ou a piscina (nem mesmo sob o guarda-sol!). Muitos pediatras são categóricos de que : férias na praia só são recomendadas para crianças com mais de 1 ano, que já têm maior resistência.

Protegê-los do sol exige um pouco de jogo de cintura. Opte por roupas leves que cubram todo o corpo, chapeuzinhos e carrinhos de bebê cujo tecido filtre raios UVA e UVB, nocivos à pele.

Anúncios

Escrito por Dra Fernanda Naka

Pediatra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s