Os andadores já estão na mira da justiça e pediatras há alguns anos por causa dos prejuízos causados à saúde e desenvolvimento dos bebês. Em 2013 houve a primeira proibição por parte do Procon, mas desde então a decisão vem e volta.

A primeira ação movida em 2013 atende a uma solicitação de ação civil pública da Associação Carazinhense de Defesa do Consumidor, por solicitação do pediatra Rui Locatelli Wolf, da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP). No mesmo ano , uma campanha da SBP foi lançada para coibir no país o uso do andador de bebês, com o objetivo de aumentar a proteção de crianças contra acidentes.

Isso trouxe a tona a velha briga entre pediatras e pais: o andador é, afinal, uma inocente fonte de prazer e liberdade para os bebês ou um brinquedo perigoso?

A verdade é que o andador continua a ser muito popular e, contra as recomendações usuais dos pediatras, é utilizado por cerca de 60 a 90% dos lactentes entre seis e quinze meses de idade. Os motivos alegados pelos pais para colocarem seus bebês em andadores incluem: eles dão mais segurança às crianças (evitando quedas), independência (pela maior mobilidade), promovem o desenvolvimento (auxiliando no treinamento da marcha), o exercício físico , e deixam os bebês distraídos ficando mais fácil de cuidar.

Entretanto, nos últimos tempos a literatura científica tem colocado por terra todas estas teses. A idéia de que o andador é seguro é a mais errada delas. Há poucos meses, uma pesquisadora sueca, Ingrid Emanuelson publicou uma análise dos casos de traumatismo craniano moderado em crianças menores de quatro anos, que considerou o andador o produto infantil mais perigoso.

Uma das alegações da SBP para posicionar-se de forma contrária ao uso dos andadores é de que eles não seriam objetos seguros, pois facilitariam o acesso a fogões, escadas, piscinas e produtos de limpeza, além de proporcionar, em razão das rodinhas, que os bebês caminhem em uma velocidade rápida demais para a idade, aumentando o risco de quedas e traumas.

Pelo fato de os ossos de uma criança terem uma espessura menor em relação aos de um adulto, o risco de fraturas e traumatismos cranianos quando ocorre uma queda nessa fase da vida é muito grande. Os andadores proporcionam uma independência para quem ainda não tem maturidade para isso.

Outro argumento é de que eles retardariam o desenvolvimento da marcha infantil, fazendo com que as crianças levem mais tempo para caminhar de forma independente. Isto ocorre porque os aparelhos fazem com que elas andem com as pernas flexionadas, alterando o funcionamento normal da estrutura muscular e provocando um encurtamento de tendões dosmembros inferiores. A criança que usa o andador geralmente possui uma marcha alterada , pisando com a ponta dos pés e com alteração da curvatura das pernas.

Andador é proibido no Canadá

Países como o Canadá proibiram a venda do produto e a sua comercialização. O produto não pode nem ser revendido como usado , sob pena de multa .

Nos Estados Unidos a Academia Americana de Pediatra contra indica o seu uso , mas a venda é liberada no país.

No Brasil a Sociedade Brasileira de Pediatria pede a proibição da venda . Já o presidente da Associação Brasileira de Produtos Infantis (Abrapur), Synesio Batista da Costa, considera a determinação “emocional” e ressalta que o andador infantil é usado no mundo todo.

Costa destacou que no Brasil são vendidos, em média, 2 milhões de andadores por ano, e que é de responsabilidade dos pais usar o equipamento corretamente.

Acidentes com crianças acontecem sempre por falta de cuidado das mães. Andador não é para descer escada, é para andar em espaço doméstico sob supervisão de um adulto” diz Costa.

Em julho de 2013, o Inmetro avaliou dez marcas de andadores disponíveis no mercado. Todas foram reprovadas pelo órgão. No mesmo mês , o Inmetro anunciou que vai fazer uma certificação compulsória dos equipamentos.

A última decisão da justiça saiu em 2017 e permanece a proibição do uso do dispositivo.

Fica a orientação.

Anúncios

Escrito por Dra Fernanda Naka

Pediatra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s