Bebês e crianças precisam ser transportadas em cadeirinhas especiais no carro. O uso da cadeirinha é obrigatório e oferece segurança em caso de acidente. Existem tipos específicos de assento para cada fase do desenvolvimento da criança. Eles devem ser instalados no banco traseiro do veículo e, até pelo menos 1 ano de idade, o bebê viaja de costas. Em caso de impacto, esses dispositivos protegem a cabeça e a coluna vertebral e impedem que a criança seja lançada para fora do carro.

Estudos apontam que, se corretamente instaladas, as cadeirinhas de carro podem evitar cerca de 70 % dos casos de morte e hospitalizações, de acordo com dados levantados pela ONG Criança Segura.

O perigo da cadeirinha

O uso do bebê conforto é obrigatório para a segurança durante o transporte de carro . É muito comum os pais deixarem seus filhos dormindo neste tipo de dispositivo ao sair do veículo ou em longas viagens . Entretanto , há uma série de casos de asfixia e morte associado a este tipo de assento.

Uma pesquisa realizada nos Estados Unidos verificou que 52% das mortes foram causadas por estrangulamento no cinto de segurança da cadeirinha ou do bebê-conforto.De acordo com os dados investigados pelo pesquisadores, o intervalo entre a última vez em que a criança foi vista com vida e a descoberta do óbito variou de 4 minutos até 11 horas. Ou seja, poucos minutos podem ser suficientes para que o pior aconteça. O próprio chacoalhar do carro pode provocar o deslocamento do pescoço quando a criança dorme. Quanto menor a criança, mais perigoso.

Por isso, principalmente enquanto os bebês são muito pequenos – e viajam com a cadeirinha voltada para traseira do carro – o ideal é que eles não fiquem sozinhos no banco de trás.

A conclusão dos especialistas é que, apesar de serem fundamentais (e até obrigatórios!) para a segurança do seu filho durante os trajetos de carro, esses acessórios não foram projetados para que bebês e crianças durmam neles. O grande objetivo desse estudo é sinalizar aos pais a importância de não utilizar esses dispositivos dentro de casa.

Por que isso acontece?

Bebês menores de 6 meses possuem limitação de movimentos , e são incapazes de corrigir a sua postura quando estão desconfortáveis ou com dificuldade para respirar.Quando mal acomodados , o queixo tende a ficar próximo do peito e o corpo cai para frente , ficando no formato de um “C”. Esta posição dificulta a respiração do bebê , devido a compressão dos órgãos abdominais e estreitamento das vias respiratórias . Se mantido nesta posição por muito tempo , ocorre a asfixia e morte da criança.

Estudos mostram que bebês acomodados em bebê conforto tem queda da saturação de oxigênio após 60 minutos , isto é , há a redução do nível de oxigênio no sangue se o bebê é mantido na mesma posição por muito tempo.

Como evitar a asfixia postural?

• não deixe bebês menores de 6 meses sem acompanhante no banco de trás ;

• posicione adequadamente a criança , com a postura reta e o cinto preso nos ombros , para evitar que o corpo caia para frente;

• evite longas viagens : se for necessário, reacomode a criança durante a viagem ;

Atenção as crianças maiores

As crianças maiores , ao viajar de carro , tem queda da cabeça ao pegar no sono. Para evitar isso , muitos pais tem colocado alguns acessórios , como o slumbersling.

A Sociedade Brasileira de Pediatria é completamente contra o uso do slumbersling, em qualquer faixa etária. Pois o produto não é regulamentado em nenhum país.Ele representa vários riscos: pode apertar demais a cabeça da criança, gerar incômodo e, se escorregar para o rosto ou pescoço, há chance de estrangular ou sufocar.

Outro perigo é no inverno, pois costumamos colocar muita roupa nas crianças e casacos bem fofos. Isso faz com que o espaço entre o cinto da cadeirinha e a criança pareça justo, mas na verdade está bem distante do corpo e em caso de freada brusca ou acidente, ela poder ser arremessada para fora do equipamento.

O ideal é tirar o casaco da criança já dentro do carro, colocar o cinto adequadamente e depois cobrir a criança com o casaco sobre o cinto, como se fosse uma manta. Na hora de retirá-la do carro, é só soltar o cinto e colocar o casaco antes de sair. Dessa forma você garante a segurança dos pequenos sem que eles precisem sentir frio ou pegar um resfriado.

Fica a dica e boa viagem!

Anúncios

Escrito por Dra Fernanda Naka

Pediatra

um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s