Kefir são um conjunto microbiano ou um conjunto de microrganismos variados responsáveis pela fermentação do líquido. Eles podem ser encontrados de 2 tipos, o conjunto de kefir de água e o de leite.

Entre os benefícios comprovados do consumo da bebida, devido à ação probiótica, estão a melhoria da função intestinal, melhorias nas funções digestivas, reequilíbrio da flora intestinal, auxílio ao sistema imunológico .O kefir pode ser cultivado em casa, bastando adicionar os grãos ao líquido correspondente. Com a fermentação, o resultado é um líquido bastante nutritivo, rico em vitaminas, minerais e aminoácidos.

O que são os grãos de Kefir?

São uma associação principalmente de bactérias ácidoláticas, bactérias acidocéticas e leveduras, envolvidos por polissacarídeos (chamados de kefiran). O conjunto de microrganismo presentes no kefir de leite se alimenta da lactose, que é o açúcar naturalmente presente no leite, resultando em um leite fermentado levemente ácido ou azedo.

Já o kefir de água possui um conjunto microbiótico que se alimenta de carboidratos. Mas, como a água não possui fonte energética para promover a proliferação das bactérias, é preciso que o líquido seja acrescido de outras substâncias, como o açúcar.

Kefir não é iogurte?

Tanto o kefir de leite quanto os iogurtes são produtos lácteos fermentados. A diferença principal é na quantidade de microrganismos de cada produto: enquanto os iogurtes apresentam, geralmente, 3 ou 4 grupos de bactérias, o kefir pode apresentar aproximadamente 35 grupos distintos.

O sabor do kefir e do iogurte são semelhantes .No Brasil e em outros países, somente os iogurtes são produzidos de modo comercial, já o kefir precisa ser produzido de modo caseiro. Por isso, os iogurtes são mais saborosos e apresentam uma maior diversidade de apresentações , mas perdem por conterem aditivos e uma alta concentração de açúcar.

Quanto consumir ?

Em geral, não há uma quantidade correta de consumo do kefir. Claro que todo excesso promoverá efeitos adversos, sobretudo o de alimentos probióticos, que podem ter efeitos intensos no intestino.

Os adeptos do kefir ingerem, em geral, entre 200mL e 500mL por dia, mas isso irá depender de uma série de fatores, como a sua rotina alimentar, o consumo de outros probióticos, o funcionamento do seu intestino e a sua afinidade com o sabor.

Os especialistas recomendam o uso para crianças maiores de 2 anos , devido ao risco elevado de infecções intestinais , pois o produto depende da manipulação caseira .

Quais os benefícios ?

Assim como os iogurtes , as bactérias “boas” do kefir auxiliam na prevenção de infecções intestinais , melhorando a flora microbiota intestinal . Existem estudos evidenciando a melhora do sistema do sistema imunológico , da prisão de ventre e os sintomas da intolerância da lactose .

Os pais devem estar atentos quanto a preparação , pois o kefir pode estragar . Neste caso , todo o produto deve ser descartado . Não pode ser retirada a somente parte escura ou com odor desagradável para aproveitar o restante , pois todo o produto foi comprometido .

Fica a dica .

Anúncios

Escrito por Dra Fernanda Naka

Pediatra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s