Criança obesa pode evoluir com câncer de fígado

Você sabia que a obesidade é considerada uma grave doença e é responsável pelo desencadeamento de outros problemas de saúde ? Diabetes , pressão alta , estrias , problemas psicológicos e alterações de colesterol são as principais doenças na infância .

Infância? Sim! Com o aumento alarmante da obesidade em crianças e adolescentes, podemos observar cada vez mais cedo o surgimento de doenças antes vistas só em adultos.

A história da criança gordinha

Tenho uma paciente que sempre esteve acima do peso , desde 1 ano de idade . A cada consulta , um puxão de orelha era dado : “ela precisa perder peso e para isso , é necessário mudar a dieta !“. Mas a mãe sempre relutou . Tadinha dela doutora ! – dizia a mãe em toda consulta . Tenho dó – e sempre alegavam que ela não comia nada , só arroz e feijão .

O caso só foi piorando e os exames de colesterol cada vez alcançavam indícies mais elevados . Aos 8 anos de idade o colesterol era de 240 e os triglicérides de 130. Até que finalmente aos 9 anos ela se tornou hipertensa e com problemas no fígado : a esteatose hepática .

A esteatose hepática não alcoólica , chamada também de gordura no fígado , é quase idêntica ao dano hepático vivido por pessoas que consomem muita bebida alcoólica, mas, neste caso, o estrago está feito não pelo álcool, mas pela má alimentação e excesso de peso.

O fígado gorduroso parece ser o mais novo componente da epidemia da obesidade, principalmente entre crianças e adolescentes.

Ao imaginarmos o fígado gorduroso, logo pensamos nas gorduras. Porém, por incrível que isso possa parecer, não é somente a gordura a grande vilã do fígado de nossas crianças. Já se sabe que nesses casos o excesso de carboidratos, principalmente o açúcar, são os principais responsáveis pelos depósitos de gordura no fígado.

Meu filho já tem colesterol alto, e agora?

Se o seu filho já tem colesterol alto, é essencial um bom planejamento nutricional e o engajamento de toda a família. Emagrecer não é fácil para ninguém e não poderia ser diferente para as crianças. Lembre-se que se seu filho está acima do peso, isso provavelmente se deve aos maus hábitos da casa ou da família. Por isso, não delegue a tarefa de mudar os hábitos alimentares e de atividade física só à criança, os pais e os cuidadores têm uma forte parcela da responsabilidade.

Uma pessoa obesa normalmente chega a essa condição após ter ingerido, por muito tempo, alimentos gordurosos. Sendo assim ela ingeriu mais do que o próprio organismo possa dar conta e eliminar.

Para as crianças e adolescentes que estão acima do peso ou com obesidade leve, sem risco de desenvolver outras doenças, pode ser recomendada apenas a manutenção do peso. Isso porque o crescimento da criança pode fazer com que ela entre numa faixa de peso saudável, sem necessariamente precisar emagrecer.

Já para crianças com obesidade instalada e risco de desenvolver outras doenças, a perda de peso é recomendada. O emagrecimento deve ser lento e constante, e os métodos são os mesmos adotados para adultos – ou seja, comer uma dieta saudável e praticar exercícios. O sucesso depende em grande parte de seu compromisso de ajudar seu filho ou filha a fazer essas mudanças.

Esteatose hepática leva a cirrose

Se a esteatose hepática pode permanecer estável por muitos anos e até regredir, se suas causas ( obesidade ) forem controlados. Se não o forem, a doença pode evoluir para a esteatoepatite. Nessa fase a esteatose se associa a inflamação e morte celular, fibrose (cicatrização) e tem maior potencial de progressão, ao longo dos anos, para cirrose e para o carcinoma hepatocelular ou câncer de fígado.

Mudança de hábito alimentar não é fácil. Mas devemos ter em mente que a criança obesa é uma criança doente e que precisa ser monitorada . Deve ser tratada com melhora da qualidade da alimentação e a prática de atividade física.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s