Devemos ter medo da Momo?

De acordo com a lenda que se espalhou rapidamente pela web, a Momo é um espírito maligno que pode entrar em contato com você ou pode ser invocado. Neste caso, através de imagens aleatórias em vídeos infantis populares na internet. A personagem interrompe a exibição com mensagens assutadoras de como o que uma criança deve fazer para se suicidar.

A personagem, criada por um artista plástico japonês, tem a cara sinistra , com olhos esbugalhados e uma pele pálida .Ficou conhecida depois que um vídeo chamado “Desafio Momo” viralizou no WhatsApp no ano passado.

Esse desafio envolvia roubo de informações pessoais, incitação ao suicídio e extorsão , através de ligações telefônicas .

O que exatamente a Momo faz?

A reportagem da revista Crescer relata o caso de um vídeo popular na internet de uma criança brincando de slime que é interrompido, após poucos segundos do início da sua exibição, com imagens da Momo ensinando o passo a passo de como cortar os pulsos.

Após a reportagem , o YouTube se pronunciou: “Depois de muita análise, não vimos nenhuma evidência recente de vídeos promovendo o Desafio Momo no YouTube”.

Como proteger as crianças?

Vídeos , sites , facebook , Instagram … como proteger seu filho na internet? A resposta para muitos pais é simples : bloquear conteúdo . Mas funciona?

Uma criança com o celular consegue rapidamente descobrir como acessar vídeos e outros sites de interesse. Não pense que bloquear ou proibir o uso de eletrônicos irá resolver o seu problema. Você está tampando o sol com uma peneira .

Se o acesso é proibido em casa , seu filho estará protegido? Com certeza não !Para isso você teria que bloquear o celular do amigo , o computador do vizinho ou o tablet da mãe da amiga .

O bloqueio de sites e até de certas palavras e imagens foi a primeira medida tomada por escolas do mundo todo, numa tentativa de barrar conteúdos inadequados. Mas os alunos logo passaram a se dedicar à tarefa de descobrir como quebrar as barreiras dos softwares de segurança colocados nos computadores das escolas. É uma missão impossível !

Devemos ensiná-los como utilizar e não proibir . Assim , quando tiverem acesso a algo inapropriado , saberão como proceder.

5 dicas para uma internet segura

1. Coloque o computador em um lugar movimentado : não deixe o computador no quarto , mas na sala ou próximo de você . Assim você poderá sempre bisbilhotar o que anda acontecendo . Afinal , se está tudo em ordem , não há o porquê seu filho esconder de você o que está rolando na web.

2. Faça o primeiro acesso do Facebook e Instagram junto com seu filho: faça o acesso e ensine como utilizar . Tenha as senhas das redes sociais e de vez em quando , visualize os contatos e mensagens . Seja amigo e assim irá visualizar o que for compartilhado .

Segundo os especialistas , nenhuma criança menor do que 12 anos deve ter um perfil em rede social.

3. Veja o histórico : sempre faça uma pesquisa do histórico no computador para ter acesso aos conteúdos mais procurados . Não tente controlar cada passo online do seu filho.

Dialogue com ele sobre a vida virtual e mostre como evitar riscos. Assim, ele não a verá como uma bisbilhoteira.

4. Ensine , não proíba : Ensine a criançada como usar a internet , como explorar e orientar sobre os perigos. Oriente a não fornecer dados pessoais e enviar fotos para desconhecidos , por exemplo.

5. Não confie em sites “kids” : Não é porque o site tem o rótulo ” kids” que seu filho está totalmente seguro . Crianças não circulam somente por um caminho : eles aprendem rápido e os sites perigosos sabem como conduzi-los . A Momo é só um exemplo da nossa fragilidade em como educa-las para o mundo virtual.

Fica a dica .

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s