Chupeta reduz o risco de morte em bebês

Quem nunca foi várias vezes à noite ao quarto do filho para ver se ele estava apenas… respirando? Isso acontece em especial pelo pânico dos pais com a síndrome da morte súbita.A morte súbita é uma fatalidade que pode ocorrer em crianças menores de 1 ano , sem aviso prévio , estudada há muitos anos , sem causa definida.Ocorre durante o sono e possui alguns fatores que aumentam o risco ,como dormir de bruços ,por exemplo.

Após revisar uma série de estudos sobre o assunto, a Academia Americana de Pediatria concluiu que oferecer chupeta para o bebê na hora de dormir reduz o risco de morte súbita de 50 a 90%. Isso ocorre devido o uso da chupeta contribuir para manter as vias aéreas abertas durante o sono.

A outra vantagem da chupeta é a calma que ela traz para a criança e, automaticamente, para os pais. Ao invés de usar a mãe, o bebê usa a chupeta para relaxar, já que muitos deles querem ficar no seio, não por fome, apenas pelo conforto que o ato de sugar traz. Assim os pais medicam menos , para cólica ou dor , pois o bebê dorme melhor e mais calmo.

Quais são os tamanhos, formatos de bico e materiais mais indicados?

Para cada faixa etária, há um tamanho de bico recomendado. Ler as especificações na embalagem antes de comprar garante que a mamãe leve o modelo adequado à idade do seu bebê.

Quanto ao formato do bico, a preferência deve ser sempre pelos ortodônticos, menos prejudiciais aos dentes. E sobre seu material, vale a pena pagar um pouco mais pela chupeta feita de silicone, já que o látex favorece um maior acúmulo de bactérias.

Importante também escolher chupetas cuja parte que fica fora da boca seja anatômica e com algumas características especiais. A parte externa da chupeta deve ser ampla, o que diminui o risco da criança colocar tudo na boca , e com furos , para prevenir uma eventual asfixia e reduzir as dermatites , causadas pela saliva retida entre a chupeta e a pele.

Chupeta prejudica a fala?

Nem toda criança que usa chupeta obrigatoriamente terá problemas para articular as palavras. Porém, nessa fase em que a criança está aumentando sua comunicação verbal, é bom deixar o caminho livre para ela se expressar : não dá para falar corretamente com um objeto na boca .

O que é melhor: chupar chupeta ou o dedo?

Sobre qual dos dois temos maior controle? A chupeta, certo? Pois não há como limitar o acesso ao dedo. Portanto, entre o acessório e o dedinho, melhor ficar com o primeiro.

Dá para usar o prendedor sem medo?

É certo que o cordãozinho preso à roupa do bebê é uma mão na roda para evitar que a chupeta caia toda hora no chão. Mas, apesar de muito prático, o prendedor não é recomendável : ele próprio acaba se tornando um foco de fungos e bactérias.

Além disso, a chupeta pendurada esbarra o tempo todo em tudo, ficando mais e mais contaminada.

E há ainda uma razão mais séria para desistir do prendedor: ele pode eventualmente se enrolar no pescocinho do bebê e causar asfixia. Assim, é melhor ter uma boa reserva de chupetas para trocar quando a que está sendo usada cair no chão.

A chupeta dá problema dentário ?

De acordo com a Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia, os danos causados pelo item dependem de três fatores principais: intensidade, duração e frequência. Problemas de mordida cruzada , alterações dentárias ocorrem com o uso prolongado , quando a criança usa chupeta após os 3 anos de idade.

O que fazer para ajudar a criança a largar a chupeta?

A retirada deve ocorrer de uma forma gradativa : primeiramente, os pais devem procurar não deixar o acessório tão disponível quanto antes e ir avisando à criança que está chegando o dia de deixar de chupar chupeta. Deve-se usar e abusar da fantasia.

Quem sabe a fadinha da chupeta não vem buscá-la à noite? A criança pode deixar o objeto sob o travesseiro e encontrar uma moeda como pagamento pela manhã.

Outra dica é substituir a chupeta gradualmente por outra peça ou atividade que supra o conforto e a segurança que ela oferece ao seu filho. Por exemplo: em vez de dar o objeto para acalmá-lo, tente conversar, cantar uma música, contar uma história, dar colo ou oferecer um paninho. Se ele tem o hábito de dormir com ela na boca, tire assim que pegar no sono, para evitar a sucção durante a noite inteira.

Fica a dica.

Anúncios

2 comentários Adicione o seu

  1. Gierle disse:

    Qual o problema do bebê ter sua necessidade de sucção suprida pela mãe? Aliás é justamente isso que garante a produção de leite. Outro detalhe o que previne a morte súbita é a sucção e não a chupeta que entre outros males causa desmame precoce em 75% dos usuários. Pense nisso senhora pediatra

    Curtir

    1. Gierle, o post está baseado em publicações científicas . A Academia Americana de Pediatria deu esta recomendação , não fui eu . O texto reflete somente uma nova posição sobre o assunto .
      Não publico “achismos” ou opinões pessoais , mas sim recomendações baseadas em orientações de especialistas .
      Se você tiver um artigo científico que queira compartilhar , ficarei feliz em escrevê-lo e publica-lo

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s