Moringa olefeira: suplemento alimentar milagroso ?

De tempos em tempos, surge um modismo que sempre tem as mesmas características : uma planta exótica é apresentada como sendo extremamente nutritiva e ter poder de cura de inúmeras doenças.

Veja , é raríssimo uma planta ter tantas propriedades medicinais e para doenças tão diversas . Funciona para a melhora da imunidade em crianças ,como tratamento de obesidade e colesterol , fadiga crônica , diabetes , glaucoma e por aí vai a lista . Não é à toa que é chamada de “árvore milagrosa” na internet .

Moringa é nutritiva ?

Dela se aproveita quase tudo, das raízes às flores. As folhas e vagens podem ser usadas cruas em saladas ou colocadas em sopas. Tem um sabor parecido com o agrião, segundo quem já provou. As flores podem ser preparadas em doces, como fazem os indonésios. Também são usadas na produção de cosméticos e chás.

Pesquisadores concluíram que, comparada grama por grama com outros produtos, a moringa possui sete vezes mais vitamina C que a laranja, quatro vezes mais vitamina A que a cenoura, quatro vezes mais cálcio que o leite de vaca, três vezes mais ferro que o espinafre e três vezes mais potássio que a banana.

Usada nos países africanos no combate à desnutrição e a deficiência de vitaminas , se tornou a queridinha em muitos sites de suplementos naturais e de vegetarianismo.

Posso usar em crianças ?

Após matérias publicadas na televisão e em sites , muitos pais iniciaram a suplementação com a Moringa para melhora do peso e imunidade . Entretanto , a Anvisa ( Agência Nacional de Vigilância Sanitária ) emitiu um comunicado esta semana proibindo a sua comercialização e o seu uso para fins terapêuticos.

Foram relatados efeitos colaterais cardíacos , devido policitemia (excesso de glóbulos vermelhos) que pode aumentar o risco de um infarto do miocárdio ou AVC. Por seu efeito anticoagulante pode interferir com outras medicações e facilitar sangramentos.

Outros efeitos colaterais menos importantes incluem tonturas, náuseas, dor de cabeça, zumbido e diarreia , queda da glicemia .

A medida foi motivada pelo fato de não haver avaliação e comprovação de segurança do uso da espécie Moringa oleifera em alimentos. Além disso, foi constatado que há inúmeros produtos denominados e/ou constituídos de Moringa oleifera que vêm sendo irregularmente comercializados e divulgados com diversas alegações terapêuticas não permitidas para alimentos, como por exemplo: cura de câncer, tratamento de diabetes e de doenças cardiovasculares.

A Anvisa orienta que os cidadãos que adquiriram alimentos com Moringa oleifera NÃO façam uso deles.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s