Hipotermia , já passou por isso?

O terror de toda mãe é a febre. Basta o termômetro começar a subir para já dar um banho morninho ou administrar um antitérmico. Mas e quando o que acontece o oposto , uma temperatura mais baixa do que o normal ? Você sabe o que fazer?

Com a chegada do frio, muitas preocupações referentes a nossa saúde tomam conta de nossa cabeça, afinal, são muitas as doenças existentes que se agravam ainda mais com a temperatura baixa, como a gripe e a pneumonia .

Além da nossa saúde, o nosso corpo também sofre bastante com a queda de temperatura, podendo perder mais calor do que consegue produzir, como é o caso da hipotermia. A maioria das pessoas conhece a doença de forma muito superficial, não sabendo quais são as causas que a provoca e como faz para tratá-la.

O que é hipotermia ?

A temperatura normal do corpo de uma criança varia de 36 a 37,7°C. Abaixo de 35°C ou menos já configura a chamada hipotermia. A mais frequente é a leve, com temperaturas entre 33°C e 35°C.

Causas

As causas são variadas : pode acontecer por causa da superdosagem ou ainda reação a algum componente de medicamentos como antinflamatórios, analgésicos e até descongestionantes.

O que mais comumente vemos acontecer em nosso meio é a hipotermia decorrente do uso de antitérmicos nas crianças. Infelizmente esse é sim um efeito colateral que pode ocorrer após o uso de QUALQUER tipo de antitérmico.

Bebês podem ter hipotermia com mais frequência pois não possuem o controle de temperatura adequado . Neste caso , a causa mais frequente é a falta de roupas e agasalhos de frio.

Se a criança NÃO foi exposta a baixas temperaturas, nem recebeu medicações que possam estar causando a hipotermia, procure um pronto socorro próximo, pois a hipotermia (geralmente associada à prostração e apatia) pode ser o primeiro sinal de alguns quadros infecciosos.

Sintomas

Diante dessas situação, o corpo reage tentamos aumentar a temperatura corpórea. Surgem tremores, contração, aumenta da frequencia cardíaca, sudorese, irritabilidade , choro e até confusão mental. Tudo na tentativa de tentar poupar energia de outros lugares.

O QUE FAZER?

A recomendação é aquecer o corpo da criança. Agasalhe bem, com cobertor ou casacos e ofereça bebidas mornas, como chá ou leite. Essas medidas costumam resolver, na maioria dos casos. Evite o banho pois a mudança de temperatura pode piorar a situação.

Certifique–se que o seu termômetro está funcionando (após aferir uma temperatura muito baixa no seu filho, meça também a sua própria temperatura). Dê preferência aos termômetros axilares e mantenha-os por no mínimo 3 minutos bem posicionado na axila.

Faça o acompanhamento da temperatura , que deve subir gradualmente em até 2 a 3 horas . Caso não melhore , leve -a ao Pronto Atendimento .

Use gorros nas crianças , pois a cabeça corresponde a 20% da superfície da corporal . Retire roupas molhadas e suadas e se necessário , use um aquecedor .

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s