Tosse de cachorro : como tratar?

Você acorda no meio da noite e descobre que o resfriadinho do seu filho virou uma tosse horrenda. A criança chora assustada e o barulho fica mais intenso e parece que vai faltar o ar. Sim , a laringite pode assustar e muito .

A laringite afeta principalmente crianças de 6 meses a 3 anos, principalmente com mudanças bruscas do tempo. As épocas de maior ocorrência são o outono e o inverno.

A inflamação da laringe ocorre durante uma infecção por vírus e é transmitida por contato direto através da saliva, tosse, fala e respiração. É uma doença viral relativamente comum , caracterizada pelo surgimento súbito da “tosse de cachorro” .

A tosse é muito característica, e se parece mesmo com o latido de um cachorro, ou às vezes com o som emitido por uma foca. Ela surge na maioria das vezes no meio da noite. Na maioria dos casos, no entanto, a doença é menos grave do que parece. A criança também pode ficar rouca e ter febre baixa.

O choro da criança piora a situação, por isso o melhor é tentar acalmá-la e ajudá-la o mais rápido possível.

O consolo é que a laringite costuma ser pior nas duas ou três primeiras noites, e normalmente vai embora sozinha depois de uma semana.

Como se trata a laringite?

Como a laringite é causada por vírus, não adianta dar antibiótico. Mas dá para aliviar bem os sintomas com soluções caseiras:

• Ligue o chuveiro na temperatura mais quente possível e feche a porta do banheiro, transformando-o numa “sauna”.

• Entre no banheiro com a criança e fique lá pelo menos 15 minutos. O vapor vai ajudar a amenizar a tosse e talvez ela consiga dormir de novo.

• O uso de inalação com soro fisiológico também podem ajudar.

• Mantenha a criança no seu colo – quanto mais calma , mais fácil fica para respirar , a tosse melhora e o desconforto diminui.

Quando preciso procurar o médico?

Se você estiver assustada, com a impressão de que a garganta do seu filho vai fechar, leve a criança ao pronto-socorro. Procure atendimento rápido se a criança estiver fazendo muito barulho para respirar mesmo em repouso. Esse barulho ocorre quando ela inspira, e é chamado de “estridor laríngeo” — um sinal de alerta. Busque atendimento se os tratamentos caseiros não adiantarem ou se a febre passar de 39 graus.

Salivação excessiva pode ser também um sinal de alerta para uma doença mais grave, causada por bactérias, chamada epiglotite .

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s