Caroço no pescoço é perigoso?

Gânglios linfáticos atuam na defesa do organismo contra infecções e estão em várias partes do corpo. Também chamados de ínguas, têm células brancas do sangue e filtram os microorganismos por todo o corpo. Eles são facilmente sentidos em áreas em que estão próximos à pele, como pescoço ou virilha.

Linfonodos são geralmente do tamanho de uma ervilha e podem se tornar maiores quando existem infecções comuns, como o resfriado, garganta inflamada, e feridas infectadas da pele.

Um gânglio linfático aumentado na área de uma infecção (como no pescoço que cresce durante uma infecção no ouvido) pode dobrar de tamanho e passa de cerca de 1 cm a 2,5 cm. Ele, normalmente, irá diminuir e voltar ao normal dentro de poucas semanas após a infecção terminar.

Quando devo me preocupar?

Estima-se que aproximadamente 45% dos pequenos tenham alguma massa cervical palpável. Porém nem sempre isso deve ser motivo de preocupação para os pais. São geralmente causadas por infecções virais da via aérea superior (IVAS), podendo surgir após um quadro de dor de garganta, febre e tosse.

A maioria das crianças saudáveis tem gânglios cervicais, axilares e/ou inguinais  palpáveis. Isto acontece porque a criança, além de apresentar proporcionalmente uma maior quantidade de tecido linfático do que o adulto, tem uma resposta mais exacerbada frente às frequentes infecções a que são expostas.

É frequente palpá-los em crianças pequenas, principalmente naquelas que frequentam creches e escolas por estarem expostas a inúmeras infecções diferentes. Nesses casos, os gânglios costumam ser móveis, indolores e de consistência fibroelástica, como uma borracha.

Eventualmente pode ocorrer um aumento importante do gânglio, associada a dor e febre, fruto de um processo inflamatório exagerado, caracterizando uma infecção do gânglio chamada adenite. A adenite mais frequente ocorre na região do pescoço, cervical, e nessa situação se faz necessário o uso de antibióticos.

Raramente as adenomegalias aparecem em decorrência de uma doença maligna, como o câncer . O que chama a atenção nestes casos , é o aumento rápido de progressivo do nódulo , associado a quadros de febre e perda de peso persistente . Uma boa avaliação com o pediatra irá determinar se há ou não necessidade de realizar algum exame complementar .

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s