7 Dicas de viagem que só uma mãe-pediatra pode te dar !

Como eu adoro dividir minhas experiências com vocês , juntei algumas super dicas de viagem com filhos que só uma mãe – pediatra pode dar !👏🏻😳. Tá, confesso que tenho muito mais , mas vou deixar as outras para uma próxima vez.

Agora vou falar de algumas coisas que considero super importantes e coisas que funcionam muito bem nas nossas viagens:

1. Rotina

Procure manter a rotina diária das refeições , sem muita mudança de cardápio , por exemplo. Os horários das sonecas também não podem faltar no itinerário, caso contrário, podem explodir crises de birra e manha .

2. Organização

Destinos mais próximos ou para os quais haja voos diretos sempre serão uma melhor opção. Procure lugares com clima ameno ou quente . Assim você terá menos bagagem para despachar e ainda evita um resfriado ou gripe durante o percurso . Os roteiros nacionais são ideais para uma primeira viagem , pois além do acesso fácil a medicação e médicos , o clima e a comida colaboram .

3. Idade x viagem

É melhor evitar viagens com recém-nascidos, que são mais vulneráveis a infecções e outros problemas de saúde. As companhias aéreas, aliás, só transportam bebês com mais de 7 dias de vida (a Avianca, só a partir do 10º dia).

No geral, recomenda-se esperar até que a criança complete 3 meses, período suficiente para tomar a primeira dose das principais vacinas .

Sempre consulte o pediatra para checar se a criança está em boas condições para viajar.

4. Distância

Procure sincronizar o horário do voo com os períodos de sono do bebê. No caso de trajetos longos, prefira os voos noturnos. Para trechos curtos, coordene com a hora da soneca. Avise a companhia que você está viajando com criança pequena e pergunte se é possível reservar assentos nas fileiras dianteiras, mais espaçosas.

Em viagens longas fica difícil levar a criança o tempo todo no colo. Para assegurar um bercinho a bordo – desde que ela tenha até 2 anos ou pese até 10 quilos –, faça a reserva por telefone pelo menos 48 horas antes. A maioria das aéreas cobra taxa pelo berço. Uma alternativa é embarcar com um bebê conforto ou cadeirinha, os mesmos usados em carros, desde que certificados pela Aviation Child Safety Device.

DECOLAGEM Para evitar aquele desconforto nos ouvidos causado pela pressão, ofereça o peito, mamadeira ou chupeta quando o avião estiver subindo ou descendo.

5. Tenha uma super mala de mão

Prefira mochila em vez de bolsa para ficar com as mãos livres. Não deixe de levar pelo menos duas trocas de roupa, paninhos para a boca, fraldas (considere a duração do voo mais eventuais atrasos), trocador, lenços umedecidos (para mãozinhas meladas).

Leve pertences, roupas e acessórios que sejam familiares aos pequenos. Assim, eles se sentem mais próximos de casa e não estranham tanto o novo ambiente. Roupas (dependendo da idade) e brinquedos que mais gostam, além de cobertores que estão acostumados a dormir são alguns exemplos.

Deixe sempre a mão duas mamadeiras vazias para dar à criança água e sucos do serviço de bordo.

6. Remédios

Sempre levo minha malinha de remédios . Tenho uma prontinha para qualquer problema . Só dou uma olhada na validade das medicações antes de zarpar e pronto!

O que levar :

– antitérmico : dipirona ou ibuprofeno , em gotas ( ocupa menos espaço );

– remédio para diarreia : kit com sorinho de hidratação ( em pó ) e um recompositor de flora ( Florax , Provance ou enterogermina );

– antiemético : dramin ou vonau . Para viagens o dramin pode ser uma boa opção devido ao efeito colateral ( super desejado ) : a sonolência ;

– antialérgicos ;

– pomadas (neomicina , Fenergan );

– xarope para tosse e resfriados ;

– um antibiótico , principalmente em viagens internacionais ou em locais de difícil acesso ( isolados).

7.Atendimento médico próximo

Antes de viajar, é importante que a família saiba qual é o atendimento médico mais próximo. Entender qual a distância, se dá para ir de carro, quanto tempo demora e qual o melhor local. Assim, se uma emergência ocorrer, já se sabe para onde ir.

Caso tenha plano de saúde, fique atento à cobertura do plano e se é aceito no local de destino. Se a viagem é internacional, é essencial fazer um seguro saúde.

Boa viagem !

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s