Como a pandemia afeta o seu filho ?

A pandemia causada pelo novo coronavírus trouxe uma série de mudanças na vida cotidiana das crianças. Apesar dos indícios de que a taxa de mortalidade nessa faixa etária é relativamente menor em comparação a outros grupos , é preciso lembrar de que todas as crianças estão suscetíveis às repercussões psicossociais da pandemia.

Assim como nós, as crianças tiveram a rotina bastante alterada : de repente, sem entender bem o porquê, suas escolas , parquinhos e até mesmo a relação com os avós passou a ser virtual.

Como será que o seu filho está sendo afetado pela pandemia? 

O isolamento pode causar reações emocionais e alterações comportamentais como: dificuldades de concentração, irritabilidade, medo, inquietação, tédio, sensação de solidão, alterações no padrão de sono e alimentação. Crises de birra ou de raiva sem motivo aparente podem ser indícios de que algo não vai bem na cabecinha dele.

Design Freepik

São reações esperadas diante das dificuldades do cenário atual, porém lidar com as alterações emocionais e comportamentais das crianças não é fácil para os pais , que também estão vivenciando níveis mais elevados de estresse e ansiedade neste período.

Preocupados com o impacto emocional nos pequenos , os pesquisadores da Fiocruz lançaram uma série de cartilhas de recomendações sobre a saúde mental nas crianças .

O objetivo da cartilha é apresentar aspectos referentes à saúde mental e à atenção psicossocial de crianças no contexto da pandemia, destacando fatores relacionados à sobrecarga de trabalho dos pais e o estresse da família com as normas de isolamento social , por exemplo.

Design Freepik

O material incentiva que os pais dialoguem com as crianças sobre a situação atual. “Não é preciso ter medo de conversar sobre o que está acontecendo com as crianças. Elas já ouviram falar sobre o vírus e é possível explicar de uma forma compreensível e honesta sobre a doença, orientar com relação às medidas de cuidado e prevenção, esclarecer dúvidas e permitir que se expressem a respeito”, recomenda.

O que fazer ?

• O isolamento não pode se configurar como experiência de abandono. Manter contato com familiares , mesmo que por meio de eletrônicos , traz a criança uma sensação de conforto , permitindo que reforcem o vínculo afetivo , fundamental para o desenvolvimento infantil.

• Mantenha a rotina familiar : planejar o dia e mantê-lo o mais próximo possível da rotina habitual reduz o surgimento a ansiedade e estresse. Ter um horário para acordar, fazer as refeições e dormir, assim como para realizar as diversas atividades, devem ser seguidos por toda a família .

Tarefas domésticas podem ser divididas inclusive com as crianças, respeitando o que conseguem fazer com segurança. Mas ter um tempinho dedicado ao descanso também é fundamental, assim como o lazer não pode ser deixado de lado.

Design Freepik

• As crianças precisam se movimentar, então, atividades que envolvam o corpo são necessárias, mas pode- se diversificar engajando-as em outras brincadeiras como jogos, desenhos, contação de histórias.

• O aumento do tempo de permanência e de contato da família dentro do lar, pode favorecer as tensões e os conflitos . Associados ao estresse das mães com a sobrecarga de serviços domésticos e com as aulas on-line e ao o terror financeiro provocados pelo isolamento , não é difícil surgirem discussões .

Tudo isso pode agravar o quadro de ansiedade nas crianças , que podem evoluir com um comportamento diferente do habitual , com acessos de raiva ou de choro. Nessa hora , gritar e ameaçar podem não surtir efeito : se os castigos aumentaram na sua casa , talvez seja a hora de reavaliar o seu comportamento .

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s