Vamos conversar sobre a moleira do bebê ?

A moleira do bebê, também chamada de fontanela, é uma membrana fibrosa que ocupa os espaços entre os ossos do crânio. Esta membrana fica na frente e atrás da cabeça, para facilitar a passagem do bebê pelo canal vaginal na hora do parto.

Ela é mole e flexível, e extremamente necessária, pois o cérebro do bebê está em crescente desenvolvimento e está aumentando de tamanho desde o momento do nascimento até por volta dos 2 anos de idade, que é onde o volume do cérebro aumenta consideravelmente, geralmente em torno de 10 cm só no primeiro ano de vida.

Exatamente por isso que as medidas da cabeça ( perímetro cefálico ) são tão necessárias durante a consulta com o pediatra !

Se não fosse esse espaçamento o bebê poderia ter uma má formação neurológica : o cérebro do bebê estaria crescendo e não teria espaço para expandir.

Quando o bebê está deitado, as moleiras são normalmente planas, ou então levemente deprimidas quando ele está em posição vertical. Tais áreas podem pulsar com movimentos sutis de elevação, o que não deve causar preocupação, pois são resultado da pressão arterial do cérebro.

Quando ela fecha?

A moleira posterior se fecha no segundo mês de vida, e a anterior se fecha por volta dos 18 meses. Se esta fechar antes de um ano ou este processo demorar muito, é importante consultar um pediatra.

Se não fechar …

… acompanhado de aumento do perímetro cefálico fora do padrão , pode indicar hidrocefalia . A Hidrocefalia é uma doença no qual ocorre o aumento da quantidade de líquido cefalorraquidiano no cérebro, que em excesso aumenta a pressão dentro do crânio.O bebê que nasce com Hidrocefalia tem uma moleira que demora muito mais do que normal de tempo para fechar, e leva ao crescimento acelerado da cabeça e dificuldades no desenvolvimento neurocognitivo.

E se fechar antes …

… ocorre a cranioestenose . A cranioestenose é o fechamento precoce das moleiras . Essa condição impede o crescimento normal do cérebro, podendo causar deformidades na cabeça do bebê e até mesmo lesões neurológicas gravíssimas.

Ocorre um caso para cada 2.000 crianças nascidas, ela é mais comum em meninos. O tratamento para essa condição é cirúrgico, aonde criam-se espaços nos ossos do crânio para o desenvolvimento do cérebro do bebê.

Portanto quanto mais cedo a descoberta, melhores resultados terão as intervenções que serão realizadas, para minimizar as complicações da doença.

E se ficar funda …

… não significam nada se a criança estiver ativa, porém, se ela estiver abatida , pode significar que o bebê está desidratado. É um dos sinais , mas não o único . Um bebê ativo com boa diurese e evacuações normais , apesar da moleira funda , não é uma criança desidratada .

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s