O que são corticoides e por que devemos ter medo em usá-los ?

Corticoides são fundamentais no tratamento de várias doenças agudas ou crônicas, e para a sobrevivência e a qualidade de vida de muitas crianças e adultos. São usados com sucesso em reações alérgicas ( asma, rinites e dermatites ) , doenças inflamatórias do intestino, doenças auto-imunes e reumatológicas.Tem efeitos benéficos em certos tipos de meningite e vários tipos de câncer.

Esta substância , conhecida como hormônio do stress , é produzida pelas glândulas adrenais – localizadas na região superior dos rins -e está presente em vários medicamentos. Faz parte de fórmulas de colírios, pomadas, quimioterapias.

Como toda medicação , possui efeitos colaterais e eles podem ser devastadores. De retenção de líquidos e aumento da glicemia a catarata e aumento da incidência de fraturas , o uso prolongado , ou de forma frequente , pode levar a atraso do crescimento em crianças e até câncer .

Mas meu filho não usa esse tipo de remédio

Será ? É muito comum eu encontrar mães fazendo uso de Predsim ou Decadron de forma tão leviana que fica evidente a falta de informação . Se elas soubessem como esse tipo de remédio faz mal , talvez elas não teriam utilizado .

Como medicamentos com corticoide podem ser comprados sem receita médica, é comum que as pessoas pratiquem o consumo indiscriminado, sendo surpreendidas posteriormente com problemas cuja origem elas sequer imaginam.

A ingestão prolongada de corticoide pode provocar a Síndrome de Cushing, doença rara, mas com conseqüências muito sérias. Por isso é preciso tomar cuidado na ingestão até mesmo dos remédios que aparentam ser inofensivos, como um simples descongestionante nasal.

Os sintomas são os mais variados. A pessoa pode desenvolver dor de cabeça, visão borrada, nervosismo, insônia, pele fina e frágil, estrias avermelhadas ou roxas. E não acaba por aí. Na longa lista de males da síndrome estão, ainda, problemas de fertilidade nos homens e calvície, diminuição das mamas, surgimento de pêlos no rosto, pescoço e tórax das mulheres. Sem contar com seqüelas mais graves, como diabetes, osteoporose, tromboses e depressão.

Mas, não é preciso entrar em pânico e abandonar de vez os medicamentos com corticóide.

Aliás, isso não deve ser feito de jeito nenhum, mesmo que a pessoa já tenhaa síndrome. Se o efeito do excesso desse hormônio é ruim, a falta completa dele é pior. Pode levar à insuficiência renal e até à morte.

É importante, portanto, procurar um médico, que vai diminuir a dosagem do medicamento de forma lenta e gradual até suspendê-la. Em alguns casos, o uso de corticóide não pode nem ser interrompido, sendo apenas possível reduzir a dose e tomar remédios para tratar os sintomas.

Eu uso e continuarei fazendo uso de corticoides . Quando bem utilizados , são uma excelente opção . Em muitos casos, o médico prescreve ao paciente que faça uso do medicamento com o corticoide em sua fórmula durante, por exemplo, sete dias. O paciente, entretanto, guarda o restante do remédio e o utiliza, de forma indiscriminada, em qualquer situação que ele próprio julgar necessário. Esse é o problema .

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s