Dificuldade em matemática : tá difícil aprender on-line ?

A maioria dos estudantes, de qualquer idade, apresentam dificuldades em matemática ou dizem não gostar da disciplina. O “ranço” com a matéria começa desde os primeiros anos de escolaridade.

Um dos principais fatores que transformam a matemática em um bicho de sete cabeças é o fato dela ser uma matéria acumulativa. Se você não aprendeu nada da matéria nos anos anteriores, você terá muita dificuldade em aprender o que será ensinado nos próximos anos.

Se partirmos desse princípio, o problema começa nos anos iniciais do ensino fundamental. Do 1° ao 5° ano os alunos têm aulas com apenas um professor, que deve ensinar diferentes matérias. Nem sempre esse profissional é capacitado para transmitir o conteúdo de matemática.

Ao chegarem no 6° ano, muitos alunos têm uma defasagem no ensino de matemática, não assimilaram os conceitos básicos e percebem, assim, que não conseguem avançar na matéria.

É dessa forma que muitos criam bloqueios de aprendizado, rotulando a matemática como uma disciplina difícil demais. Para reverter a situação, contratamos uma professora particular ou recorremos ao Kumon? Calma ! Converse com o seu pediatra antes .

Já ouviu falar de discalculia?

A Discalculia é um tipo de transtorno de aprendizagem caracterizada por uma inabilidade ou incapacidade de pensar, refletir, avaliar ou raciocinar processos ou tarefas que envolvam  números ou conceitos matemáticos. Percebe-se desde muito cedo, mas é na escola que todos os sinais e dificuldades se expressam de maneira clara e explícita.

Estas crianças são muito inteligentes e capazes para a escola, mas surpreendentemente não conseguem manter o mesmo padrão para as atividades matemáticas estejam elas onde estiverem, na geografia ou nas ciências, nas artes ou na educação física.  O diagnóstico requer avaliação de um pediatra , pois não existem exames de imagem ou de laboratório para confirmar, somente sendo concluído mediante testes e correlações com a evolução pedagógica .

E se não for esse o problema ?

Se você quer realmente ajudar seu filho, saiba que sua primeira ação deve refletir sobre si mesmo. Evite dizer à criança que “a matéria é difícil”, que você “nunca foi bom em Matemática”, ou manifestar qualquer outra opinião negativa. Ainda que essa disciplina não seja mesmo seu forte, seu filho pode vir a ter mais facilidade do que você teve quando estudante.

O apoio familiar é de fundamental importância: lembre-se de que, mesmo que seu filho reclame por você “estar pegando no pé dele”, ainda assim ele reconhecerá o valor de sua ajuda e preocupação. Ajude-o a planejar o estudo, tornando “sagrado” o momento das tarefas de casa. Determine um horário fixo no qual você se sentará com ele para ajudá-lo ou mesmo para verificar se ele fez o dever. Talvez seu filho não precise de sua ajuda em algumas atividades, mas só de ver que você está ao lado dele será um grande incentivo para que ele estude Matemática em casa.

Pergunte-o sobre como foi a aula e estude com ele para as avaliações. Essas ações são extremamente positivas e estimulam a criança a estudar. Muitas vezes os filhos parecem não reconhecer o apoio familiar, mas o que os pais não sabem é como eles se orgulham em dizer na escola que “meu pai me ajudou” ou “foi minha mãe quem me ensinou”.

Observe os pontos em que seu filho apresenta maior relutância e tente auxiliá-lo nessas questões. Por exemplo, se ele tem muita dificuldade em adição e subtração, crie situações desvinculadas do estudo para incentivá-lo. Ao fazer compras, pergunte-o coisas como “quantas bananas teremos se levarmos duas dúzias?” ou “quantos iogurtes levaremos se comprarmos três cartelas?”. Faça perguntas em um nível que seu filho tenha condições de responder e vá aumentando a complexidade pouco a pouco.

Fica a dica .

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s