Consumo de frutose afeta o sistema imunológico

E o que isso tem haver com a saúde do meu filho ? Simples , dê uma bisbilhotada nos produtos que você tem aí na sua casa .

Refrigerante, suco de caixinha ou em pó, molho industrializado como o cachtup, caramelo, mel artificial, chocolate, bolo, pudim, fast food em geral, congelados, biscoitos e bolos industrializados, barras energéticas , salsicha e presuntos são alguns exemplos de itens com alta taxa de frutose e que merecem ser excluídos da dieta.

Amplamente utilizada na produção de alimentos, a frutose é comumente encontrada em bebidas açucaradas, doces e alimentos processados. O consumo desse monossacarídeo – que não para de crescer nos últimos anos – está associado à obesidade, ao diabetes tipo 2 e doenças hepáticas. E recentemente, pesquisadores começam a compreender o seu impacto também na imunidade.

O estudo britânico da Universidade de Bristol verificou que o consumo de frutose pode levar a alterações das nossas células de defesa e de suas vias de ativação, reduzindo a eficácia das nossas células de defesa , aumento o número de infecções.

Criança que não come fica doente !

E COMO EU POSSO MELHORAR A MINHA IMUNIDADE ?

Se você não tinha hábitos saudáveis até ontem, pode começar a partir de agora. No geral, os benefícios de uma boa nutrição aparecem a longo prazo, porém, os especialistas afirmam que algumas mudanças metabólicas ocorrem em apenas um dia. Portanto, hoje é um bom dia para começar a melhorar o cardápio.

Também é importante ressaltar que quando nos alimentamos da maneira adequada não é necessário acrescentar nenhum tipo de suplemento —exceto com prescrição médica ou por recomendação de um nutricionista — mediante necessidade e análises clínicas (exames laboratoriais).

Deixe que as frutas e verduras sejam a “vitamina” do seu filho

Saúde intestinal é fundamental

Um dos órgãos mais importantes para o combate às infecções é o intestino. Isso porque ele funciona como um filtro selecionando o que fica e o que sai do organismo. Caso haja algum problema no seu funcionamento, substâncias tóxicas podem permanecer no corpo, trazendo consequências sérias à nossa saúde.

No intestino, temos as bactérias da microbiota intestinal, que se alimentam dos alimentos ingeridos, se multiplicam e produzem mais nutrientes para a absorção. Essa microbiota protege as células do intestino, não permitindo a invasão de bactérias patogênicas —que pode oferecer alguma infecção.

Intestino saudável, filho protegido

Quando se fala em “bactérias do bem” é importante citar os probióticos, que são microrganismos vivos que, quando administrados em quantidades adequadas, aderem à mucosa intestinal e colonizam o intestino. São a mais nova forma terapêutico para incrementar as defesas do nosso corpo.

Mas de nada adianta usar probiótico se a alimentação é ruim …

Para uma microbiota intestinal é fundamental uma alimentação rica em fibras e vitaminas . Pouca gordura e sem alimentos processados e artificiais.

Hipócrates, considerado um dos pais da medicina ocidental, já explicava em sua frase célebre que a saúde se fundamenta na forma como a pessoa se alimenta: “Seja o teu alimento o teu medicamento e seja o teu medicamento o teu alimento”.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s