Bullying entre meninas : o pior e o mais temido problema

Quando se pensa em bullying, a primeira imagem que vem à cabeça é de um menino muito agressivo, que gosta de bater nos outros, que implica com todo mundo. Mas isto não é verdade, pois temos visto muitas meninas praticando bullying.

É um tipo de violência velada que afeta em cheio o nosso coração e confere uma impotência: você não sabe como deve agir .

O BULLYING NO MUNDO COR DE ROSA

Elas se comportam de uma forma a deixar as outras meninas fora de seus grupinhos e longe dos meninos de quem gostam. Dividem as pessoas em grupos de “aceitáveis” e “não aceitáveis”  de acordo com as roupas que usam, penteados, sapatos e pela aparência. À primeira vista parece que são admiradas e que todos gostam delas, mas não: o que se sente é medo.

Entre as adolescentes o ataque costuma ser mais feroz , através de redes sociais e grupos de WhatsApp, minando a auto estima .

Se sua filha está aos poucos sendo excluída do seu círculo social por um ou mais amigos praticando bullying, isso vai permear todas as outras áreas da sua vida. Isso pode parecer como excesso de drama para você, mas tudo o que sua filha quer é fazer parte de um grupo de amigas, que representa o centro do seu universo.

Jovens se preocupam muito com a opinião do grupo . Por isso, não é de se supreender que o bullying praticado por meninas frequentemente esteja relacionado a sua aparência, principalmente quando elas são consideradas “diferentes”.

 Um estudo realizado no Reino Unido descobriu que 56% das meninas já sofreram provocações por causa do seu peso, formato do corpo, altura ou cor do cabelo.

Como as meninas se preocupam tanto com não ser diferente e fazerem parte de um grupo social, sofrer bullying por causa da aparência pode afetá-las profundamente.

Adolescentes que haviam sido alvo de bullying subsequentemente passavam a não acreditar quando ouviam coisas positivas ditas sobre elas, especialmente sobre sua aparência. Um estudo realizado pela pesquisadora Nancy Pontes, do departamento de enfermagem da Universidade de Rutgers (EUA), mostrou que as meninas sofrem mais bullying que os meninos e, por consequência, estão mais propensas a planejar e tentar cometer suicídio.

O QUE EU FAÇO?

Eu sei como dói. E é difícil ajudá-las sem intromissão no círculo de amizades . Mas como mãe, acho que devemos ter sim, uma atitude mais firme e separar amizades que não fazem o bem .

“Amiga da onça” é o nome dado a pessoas que fingem ser amigas, quando, na verdade, atacam constantemente .
Fale com sua filha sobre amigas da onça. Fale para ela tomar cuidado com ‘amigas’ que:
• Estão sempre a excluindo dos círculos de amigos
• A fazem se sentir inferior e que a sua atenção é um “ato de bondade”
• Fazem fofoca sobre ela para as outras pessoas
• Cancelam planos que haviam feito com ela quando aparece alguma coisa melhor

O que mais ?

• Aceite o que sua filha está sentindo

Se ela se sentir derrotada por causa das provocações, atos ou comportamentos de outras meninas (ou meninos) ela tem razão, independentemente de como você veja a situação. Não fale para ela que não tem nada acontecendo ou que ela deveria ignorar as provocações. Escute atentamente o que ela está dizendo e acredite em sua história.

• Converse com ela sobre seu círculo de amizades

Se ela estiver tendo problemas com seus amigos, incentive-a a achar um jeito de melhorar a situação. Essa é a melhor maneira de ajudá-la a resolver o problema, ao invés de você ficar dando palpites.

• Esteja preparada para agir

Além de pedir orientação a escola , estimule sua filha a procurar novas amigas , fora do ambiente escolar ou até mesmo no seu condomínio. E se necessário, retire-a da escola se nada for feito.

• Ensine sua filha a se manter firme

Certifique-se de que ela sabe que nunca deve socializar com quem pratica bullying. Explique que se ela se sujeitar a fazer o que um provocador quer, ela provavelmente estará piorando a situação.

E se você já passou por isso, deixe seu comentário. Precisamos muito compartilhar!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s