Nem toda dor de garganta necessita de antibiótico…

A dor de garganta geralmente é provocada por infecções virais ou bacterianas, que acometem as estruturas da garganta, como as amígdalas. Formações de tecido em cada lado da garganta, no fundo da boca, protegem a porta de entrada do corpo dos micro-organismos e por isso ela gerlamnete está envolvida nas primeiras infecções dos pequeninos .

Primeiro, porque o sistema imunológico ainda está amadurecendo e em segundo lugar, o contato próximo com outras crianças , compartilhando objetos na escolinha, favorecem a contaminação. Se o seu filho ainda não passou por essa experiência por conta da pandemia , prepare-se. Mesmo uma criança supersaudável geralmente tem pelo menos três episódios desses nos primeiros cinco anos de vida.

Nem toda dor é sinônimo de infecção .

A dor pode vir decorrente de infecções virais ou bacterianas , mas é super comum nesta época do ano devido a baixa umidade do ar ou trauma – ocasionando lesões na faringe , como a deglutição de alimentos perfurantes , duros ou mal mastigado.

Geralmente, os vírus são os principais responsáveis pela dor. Já as bactérias fazem parte dos 30% dos quadros de faringite, podendo levar a um incômodo severo e até mesmo à febre. No caso de uma contaminação por bactérias , placas de pus nas amígdalas podem aparecer e o uso de antibióticos ou anti-inflamatórios pode ser necessário.

DÁ PARA EVITAR?

Sim . Existem algumas dicas de ouro que podem ajudar o seu filho. É sempre importante frisar que uma alimentação saudável faz diferença , além de incentivar a prática de atividades físicas ao ar livre, lavar as mãos corretamente e manter o ambiente dentro de casa bem arejado. Isso contribui para uma melhor resposta do sistema imunológico!

Muito além de deixar de beber bebidas geladas ou tomar sorvete , existem várias medicações que podem evitar as temidas infecções de garganta , MAS devo lembrá-las de que tudo isso só funciona com indicação médica . Como pediatra eu nunca indico aqui no eu site o método “trate-se sozinho” porque isso não funciona e pode causar males a saúde do seu filho .

Não se auto medique !

Seguem as dicas :

  • uso de suplementos a base de betaglucana , como Imunoglucan DS ;
  • vacinas orais , como Broncho-vaxom ;
  • uso de polivitamínicos a base de vitamina D ou zinco , principalmente na sua deficiência ;
  • própolis sem álcool nas crianças acima de 1 ano ;
  • entrada tardia na escola , acima dos 2 aninhos de idade ;
  • animais de estimação em casa reduzem quadros alérgicos e turbinam a imunidade;
  • brincadeiras em contato com a natureza , na grama ou na areia .

O que fazer para aliviar a dor?

Uso de anti-inflamatório é uma opção que deve ser avaliada com cuidado pelos pais . A nimesulida ou AAS não podem ser adminstrados nos menores de 2 anos e no caso da aspirina , há contraindicação do seu uso da infância.

Atenção aos gargarejos: em excesso podem provocar aftas .

Spray com anestésico também é contraindicado em crianças e o seu efeito se restringe a orofaringe , sendo uma opaco para estomatite ou afta , mas pouco eficaz para dor de garganta.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s